Mossoró/RN, 03 de Agosto de 2021

Prefeitura faz média com camelôs do Centro, mas realiza caçada na periferia

A Prefeitura de Mossoró está adotando tratamentos bem distintos entre os camelôs instalados no Centro e aquelas que ocupam espaços públicos em bairros periféricos.

Enquanto a gestão Rosalba Ciarlini faz média com os camelôs instalados no Centro, promove uma verdadeira caça aos que vivem do comércio na periferia.

Na semana passada, quando os camelôs do Centro realizaram protesto na Câmara, a Prefeitura de Mossoró logo soltou notando afirmando que tem projeto para garantir a continuidade deles na área central da cidade.

Ao mesmo tempo, a mesma Prefeitura de Mossoró continuava sua caçada na periferia. No conjunto Nova Vida (Malvinas), por exemplo, comerciantes que negociam em espaços públicos já foram retirados ou receberam ordem para se retirar.

Na praça do conjunto, um vendedor de peixe e outro de churrasco receberam prazo de retirada da gestão Rosalba Ciarlini. Os moradores até fizeram um abaixo-assinado defendendo a permanência deles no local, mas o vendedor de churrasco, Helenildo Morais de Lima, já resolver buscar um outro lugar para dar continuidade ao seu meio de vida.

Um pouco mais à frente, uma pessoa que vendia lanches e um terreno baldio, também recebeu ordem da Prefeitura de Mossoró para se retirar. Assim, perdeu sua fonte de renda.

Enquanto isso, em pleno Centro, a quantidade de camelôs aumenta todos os dias, e a postura da gestão Rosalba é de tentar “ajeitar” a permanência deles, demonstrando total falta de critério para lidar com os problemas da cidade.

Postado em 20 de abril de 2019