Mossoró/RN, 19 de Outubro de 2021

Conselho alerta para declínio no orçamento e prevê muitos problemas na saúde pública

Durante audiência pública para prestação de contas da Saúde do Município, realizada nesta quinta-feira (9), na Câmara Municipal, o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Gilberto Pedro, alertou para o declínio no orçamento da área e fez uma previsão de muito problemas na saúde pública de Mossoró em 2019.

“Existe um declínio que muito nos preocupa. Nós como fiscal do SUS, como pessoa que defende a saúde pública, não podemos deixar de demonstrar a nossa preocupação”, declarou.

Gilberto Pedro relatou que são mais de R$ 30 milhões a menos para a saúde neste ano. “Vai ter muitos problemas nas Unidades Básicas de Saúde, vai ter muitos problemas nas Unidades de Pronto Atendimento, vamos ter muitos problemas no Hospital Regional Tarcísio Maia e vai ter muitos problemas com toda a estrutura de saúde do município”, analisou.

De acordo com os dados apresentados hoje, ao longo do ano de 2018, a Prefeitura investiu R$ 214.481.166,98 na saúde. O volume supera o orçamento previso para o período: R$ 196.830.282,00.

Para 2019, foram destinados R$ 161.544.251,00, 35.285.761,00 a menos, comparado com 2018.

Desde 2012, é a primeira vez que o orçamento da saúde recua em Mossoró. De acordo com dados do Portal da Transparência, o orçamento vinha em crescimento constante, saltando de R$ 92.258.035, em 2012, para R$ 196.830.282,00, em 2018. Quase R$ 105 milhões a mais no período.

O orçamento para 2019 retrocedeu a um volume de recursos menor que o destinado no orçamento de 2015, quando R$ 163.464.333,00 foram reservados para a saúde.

Foto: Edilberto Barros/CMM

 

Postado em 9 de maio de 2019