Mossoró/RN, 18 de Setembro de 2021

Câmara sugere novo subsídio para transporte coletivo; PMM atrasa o que já existe

Depois de o ex-prefeito Silveira Júnior criar um subsídio para compensar a meia entrada dos estudantes, a Frente Parlamentar de Trânsito e Mobilidade Urbana (FPTMU) da Câmara Municipal de Mossoró está propondo agora mais um mecanismo de ajuda para o transporte coletivo.

Em reunião realizada na manhã de hoje, a FPTMU definiu três eixos prioritários para melhoria do transporte coletivo por ônibus em Mossoró, entre eles um subsídio público de tarifa para idosos entre 60 e 65 anos e pessoas com deficiência.

Atualmente, a Cidade do Sol, empresa que opera o serviço de transporte público, já enfrenta dificuldades para receber o subsídio criado por Silveira Júnior.

De acordo com dados dos Portal da Transparência, a Prefeitura de Mossoró deve mais de R$ 100 mil em subsídio à Cidade do Sol, exatamente R$ 100.739,59.

O valor repassado pela Prefeitura de Mossoró neste ano é menor que o devido: R$ 98.614,42, de acordo com os dados oficiais do próprio Município.

Outras medidas apontadas para desonerar o custo do transporte coletivo foram redução ou isenção de Imposto Sobre Serviço (ISS), criação de fundo de transporte e instituição de Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-combustíveis municipal).

Fiscalização foi outro ponto destacado, transporte ilegal de passageiros, feito por carros particulares especialmente em paradas de ônibus, e no uso de carteiras de gratuidade.

Foto: Edilberto Barros/CMM

Postado em 5 de julho de 2019