Mossoró/RN, 14 de Junho de 2021

Fórum vai debater nova regulamentação para os setores eólico e solar

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) pretende revisar a norma 482/2012 até dezembro e a mini e microgeração de energia elétrica poderá receber a taxação do ICMS, o que afeta diretamente o payback dos investidores da energia solar fotovoltaica. Uma das propostas é preservar as regras atuais para os investimentos já realizados e aqueles em execução, até dezembro deste ano, que não são taxados. A revisão da Norma 482 é apenas um dos temas que serão debatidos no Fórum Potiguar de Energias Renováveis, que será realizado nesta terça-feira (24), no hotel Holiday Inn. O evento é promovido pelo Sebrae, Centro de Tecnologias do Gás e Energias Renováveis (CTGAS-ER), Comissão de Energias Renováveis (Coere) com patrocínio do Banco do Nordeste e apoio de empresas parceiras.

O fórum vai reunir os principais players dos setores eólico e fotovoltaico do Brasil e vai trazer para o centro das discussões as questões tributárias envolvendo os dois segmentos, as normas e regulamentações que estão sendo propostas para o setor e as principais oportunidades de negócios que se abrem para aqueles que desejam investir em uma dessas duas áreas, seja na abertura de empresa para operação quanto nos serviços de manutenção. A programação completa pode ser conferida no site do evento http://forumenergias.com.br/.

Na Arena Eólica, vão estar em pauta os impactos de soluções computacionais na indústria de energias renováveis e as perspectivas para os aerogeradores offshore (no mar), que desponta como tendência e o estado já dá os primeiros passos para a operacionalização desses parques eólicos na plataforma marítima potiguar. O engenheiro gaúcho Haral Jonas Serafini, da WEG, vai tratar do tema. Ele tem experiência na área de engenharia mecânica, com ênfase em projetos de máquinas e tecnologias de aerogeradores.

No que se refere à energia solar, o Fórum Potiguar de Energias Renováveis vai apresentar as principais tendências e oportunidades de negócio. Além disso, vão ser detalhadas as principais linhas de financiamento para energia solar fotovoltaica. Os especialistas vão atualizar o público participante acerca da regulação para geração distribuída solar fotovoltaica e das tecnologias emergentes para esses sistemas, além das tendências para o futuro. O evento é uma iniciativa do Sebrae com o apoio de instituições parceiras.

Postado em 23 de setembro de 2019