Mossoró/RN, 23 de Outubro de 2021

Vereador quer detalhes do destino do empréstimo de R$ 150 milhões pedido por Rosalba

Através do Projeto de Lei 1.214/2019, a Prefeitura de Mossoró pretende contrair junto à Caixa Econômica Federal um empréstimo no valor de até R$ 150 milhões e, alegando desconhecer como o valor será investido, o vereador Genilson Alves (PMN) faz alguns questionamentos. Para votar, o vereador quer primeiro que o Executivo apresente de que forma esse empréstimo impactará na capacidade de endividamento de Mossoró.

Entende Genilson que a população tem o direito de saber, através do seu vereador, como o município vai gastar e pretende pagar esse empréstimo. “Isso se faz necessário, pois o Fundo de Participação do Município, o FPM, será comprometido. E minha preocupação, por exemplo, é de que no futuro o servidor tenha seu salário atrasado por falta de dinheiro”, argumentou o vereador.

Genilson citou como preocupação o fato do FPM hoje já ter parte comprometida com o pagamento de valores atrasados com a Previ Mossoró. Dívida essa, acrescentou, que já foi parcelada e hoje já acumula novo atraso de R$ 20 milhões.

Para resolver a situação, o vereador sugere que a prefeita Rosalba Ciarlini diga quanto será gasto para despoluição do rio Mossoró ou construção de uma nova ponte, ou seja, especificar o destino do dinheiro para que se tenha uma ideia do impacto.

Nas condições em que chegou o projeto à Câmara Municipal, o vereador Genilson Alves diz que não tem como votar favoravelmente, pois teme que uma soma desse montante, em um ano véspera de eleição, tome rumos desconhecidos da população. 

Postado em 22 de outubro de 2019