Mossoró/RN, 06 de Maio de 2021

Super secretário que negou leitos de UTI pediátrica a crianças, Francisco Carlos se aproveita da memória curta do povo para criticar lentidão (só do Estado) na pandemia

O tempo passa e as pessoas costumeiramente não recordam da maioria dos acontecimentos. E esse é um benefício da classe politica: a memória curta do povo. E é disso que o vereador Francisco Carlos está se aproveitando.

O parlamentar publicou no Twitter crítica ao Governo do Estado pela lentidão na instalação da estrutura de saúde para Covid-19 em Mossoró. Crítica justíssima, por sinal. O vereador só não lembrou de fazer a mesma crítica à Prefeitura de Mossoró. E mais do que isso. Francisco Carlos não lembrou do seu passado como gestor da saúde pública de Mossoró.

Vou refrescar a memória de todos. O hoje vereador Francisco Carlos foi o chamado super secretário da Cidadania dos governos Fafá Rosado.

Foi com Francisco Carlos como super secretário que crianças morreram por falta de leitos de UTI pediátrica. Teve até ordem judicial para instalação dos leitos, mas Fafá e o super secretário, que mandava da saúde à assistência social, encerraram oito anos de gestão ignorando a justiça e principalmente a saúde ou as doenças das crianças.

Não há dúvida que a resposta do Governo e da Prefeitura está muita lenta e que críticas são justíssimas. Mas usar a ineficiência de apenas de um dos lado para fazer politicagem, é desprezível, tão qual foi a postura de Francisco Carlos quando super secretário da Cidadania ao negar o atendimento adequado de saúde a crianças mossoroenses, com ou sem lentidão.

*10 leitos de UTI Pediátrica foram instalados no Hospital Wilson Rosado poucos meses depois de Cláudia Regina assumir a Prefeitura de Mossoró.

Postado em 7 de maio de 2020