Mossoró/RN, 18 de Abril de 2021

O mossoroense que morreu em Mossoró, mas oficialmente faleceu em lugar nenhum

Mossoró chegou nesta segunda-feira (18) a 30 óbitos por covid-19. Oficialmente, no entanto, são 29 mortes provocadas pelo novo coronavírus, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Mossoró e a Sesap (Secretaria de Estado da Saúde Pública). Mas qual o motivo da diferença? O PORTAL DO OESTE explica.

Existe um caso de mossoroense que morreu em Mossoró não que entra na estatística oficial. Motivo: ele residia há pouco mais de um ano em Fortaleza/CE.

O mais triste dessa história é que a vítima fugiu de Fortaleza para Mossoró/Tibau com medo do novo coronavírus. Quando ele pegou a doença, já estava longe da capital cearense há cerca de um mês.

Resumindo a história: um homem que nasceu, cresceu, constituiu família e fez a sua vida quase toda em Mossoró, não está tendo o direito de morrer em sua cidade natal, mesmo tendo morrido nela.

Tudo isso só para não somar mais uma vítima da covid-19 nas estatísticas de Mossoró. Como isso fosse fazer alguma diferença, diante de tantos outros óbitos já registrados.

Um filho de Mossoró está sendo tratado apenas como um número que ninguém quer assumir. Será que vão proibir a família de dizer que esse filho de Mossoró morreu em terras mossoroenses? Não duvido. Tudo em nome dos procedimentos. Só uma curiosidade: se ele não morreu em Mossoró, que município consta em seu atestado de óbito? Nenhum? Trata-se do mossoroense que morreu em Mossoró, mas oficialmente morreu em lugar nenhum.

Postado em 19 de maio de 2020