Mossoró/RN, 29 de Setembro de 2022

Está sobrando dinheiro, inclusive na Apamim, mas novos leitos de UTI não são abertos por falta de… dinheiro

Há quase um mês sem abrir um novo leito de UTI no Hospital São Luiz, o Hospital de Campanha de Mossoró, a interventora da Apamim, Larizza Queiroz, responsável pela administração dessa unidade hospitalar, respondeu (ao BLOG DO BARRETO) que não ampliou a oferta de leitos por falta de repasse ocasionado por um erro no credenciamento dos leitos no Ministério da Saúde.

Ora, mesmo que tenha ocorrido esse erro, o que não falta é dinheiro na Prefeitura de Mossoró, Governo do Estado e na própria Apamim para bancar esses leitos até que o problema seja resolvido.

O PORTAL DO OESTE/BLOG DO MAGNOS já mostrou que a Prefeitura de Mossoró tem quase R$ 9 milhões em caixa para gastar com a covid-19. Mostrou ainda que o Governo do Estado ainda tinha mais de R$ 22 milhões para o mesmo fim. Por qual motivo os dois entes não bancam esses leitos até que o credenciamento seja reativado? Seria falta de urgência?

Até a própria Apamim pode bancar pelo menos metade do valor reclamado (cerca de R$ 1 milhão). Afinal recebeu meio milhão de reais (exatos R$ 488.055,50) da Justiça Federal também para esse fim.

Quando determinou a transferência dos recursos para a Apamim, o Juiz Federal Orlan Donato Rocha, titular da 8ª Vara Federal de Mossoró, argumentou que o montante seria de grande valia para promover o incremento de leitos hospitalares destinados ao enfrentamento do covid-19 a serem instalados no Hospital São Luiz, levando em conta o TAC firmado entre Prefeitura de Mossoró, Governo do Estado e Apamim para a abertura dos prometidos 100 leitos, sendo 35 de UTI e 65 de enfermaria.

Se essa não for a hora de usar esses recursos, quando será? Ou esses recursos já foram usados? Se foram, em que?

A verdade é que as pessoas estão adoecendo e morrendo e não há leitos para todas sob a justificativa de falta de dinheiro, quando todos os envolvidos estão com dinheiro em caixa para gastar exclusivamente na solução deste problema.

Foto: Cézar Alves/Apamim

Postado em 3 de junho de 2020