Mossoró/RN, 07 de Maio de 2021

Vereador diz que Prefeitura “parece não acreditar nas mortes que estão acontecendo”

O vereador Gilberto Diógenes (PT) contestou de forma veemente a forma como o governo municipal em Mossoró e sua base no legislativo mossoroense vêm discutindo a forma de combate ao Covid-19. Entende o vereador que a postura de acusação contra o Governo do Estado não representa a realidade, sendo na verdade um discurso falso e mentiroso.

No entendimento de Gilberto, a discussão precisa acontecer em cima de números e, no caso, ele observa a informação de que a prefeitura recebeu valores superiores a R$ 11 milhões e gastou pouco mais de R$ 2 milhões no combate ao novo coronavírus. “O combate a essa doença só se faz com dinheiro e fazendo testagem. O discurso que a Prefeitura faz e o Governo do Estado ou Federal não faz é falso e mentiroso”, afirmou. De acordo com o vereador, a Prefeitura de Mossoró parece não acreditar nas mortes que estão acontecendo.

Sobre a presença de apenas dois médicos na UPA do Belo Horizonte, quando seriam necessários cinco, o vereador Gilberto afirma que ele acontece devido ao plantão que é baixo (valor do pagamento) por isso a falta de interesse. “Enquanto isso, não se faz nada em relação aos supersalários, de acordo com denúncias, com médicos recebendo valores de R$ 30 mil enquanto enfermeiros e técnicos recebem apenas R$ 900,00 e, em alguns casos, de forma fatiada”, disse.

Gilberto lançou o desafio para que a prefeitura mostre quanto gastou no combate ao Covid-19 utilizando recursos próprios. De acordo com o vereador petista, a prefeita e sua base de apoio deveria fazer isso antes de criticar os governos estadual e federal.

Ele lembrou os valores que seriam gastos com o Mossoró Cidade Junina, no valor de R$ 7 milhões, e ninguém sabe quanto será gasto com o Covid-19. “Até os artistas mossoroenses que promovem o Cidade Junina estão passando por dificuldades e não recebem apoio da prefeitura”, acrescenta. Por isso, completou o vereador, não cabe o discurso de união, quando um lado só cobra e faz críticas ao outro estreitando essa possibilidade.

Postado em 3 de junho de 2020