Mossoró/RN, 21 de Abril de 2021

Estudo da UERN orienta lockdown em Mossoró; Rosalba abre mais lojas

Depois do Comitê Científico de Combate ao Coronavírus do Consórcio Nordeste, agora é um estudo da UERN (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte) que indica a necessidade de bloqueio total (lockdown) em Mossoró para enfrentamento ao novo coronavírus.

O estudo foi realizado pelos professores Gutemberg Henrique Dias, Filipe da Silva Peixoto, José Alexandre Berto de Almada e Fabio Ricardo Silva Bezerra do Departamento de Geografia e traçou o perfil das medidas que cada município potiguar deve tomar para conter o avanço da covid-19.

O trabalho elaborou duas fórmulas para apresentar o perfil do que deve ser recomendado para as cidades.

Na primeira fórmula, o coeficiente de letalidade, são cruzados os dados como números de óbitos com o de novos casos confirmados. Já no coeficiente de incidência se comparam os números de casos confirmados com o de população de risco.

Os dois coeficientes foram comparados com os índices de ocupação de leitos chegando à Taxa de Risco. “A combinação de variáveis apresenta o grau de risco da Covid-19 no contexto do Rio Grande do Norte, em cinco níveis: muito baixo; baixo; médio; alto e muito alto”, diz o estudo.

A partir desses números foi possível elaborar os níveis de isolamento sugeridos que variam de flexível a máximo (lockdown) passando por intermediário e médio.

Desta forma o estudo recomenda isolamento social máximo para cidades como Mossoró e Apodi, alto para Natal, médio para Ceará-Mirim e baixo para Angicos.

“Em relação a introdução de lockdown nas regiões de isolamento o estudo propõe que caso a taxa de incidência e letalidade cresçam durante duas semanas epidemiológicas (SE) consecutivas que as autoridades de saúde decretem a paralização de todas as atividades no âmbito do município liberando apenas as essenciais com restrições rígidas”, diz o estudo.

Para elaboração do trabalho foram usadas informações do Boletim Epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde Pública (SESAP), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e do Laboratório de Inovação Tecnológica em Saúde (LAIS/UFRN).

Na contramão de mais um estudo, a prefeita de Mossoró, Rosalba Ciarlini, autorizou a abertura de novas lojas a partir de hoje. Desta vez dos segmentos de livraria e papelaria.

De acordo com dados do boletim epidemiológico da Sesap (Secretaria de Estado da Saúde Pública) desta terça-feira (16), Mossoró tem 88 óbitos por covid-19, além de 1.737 casos confirmados, 1.379 suspeitos, sendo 20 óbitos em investigação, 1.469 descartados, 49 ignorados e 266 recuperados.

Postado em 17 de junho de 2020