Mossoró/RN, 19 de Abril de 2021

Pacientes ostomizados sofrem com bolsas inadequadas fornecidas pelo Governo

Pessoas ostomizadas, em Mossoró, estão sofrendo com bolsas inadequadas fornecidas pelo Governo do Estado. Os equipamentos estão provocando ferimentos nos pacientes.

Sueli Silvino informou ao PORTAL DO OESTE que as bolsas também estão se soltando. “O material (da bolsa) é horrível, queima o estoma ao redor e fica a ferida viva.”, relatou.

Alguns pacientes estão comprando pomada para tentar colar a bolsa e todos estão preocupados com o risco de sofrerem infecção. “Que o Deus o livre um estoma desse vem a infeccionar, que vai arcar com o problema? Já são muitas dificuldades, pessoas de poucas condições.”, indaga Sueli.

Os paciente também reclamam da pequena quantidade de bolsas repassadas. “Eles passam apenas 10 bolsas, que muitas vezes não dá nem para tirar um mês.”, acrescenta Sueli, observando que alguns pacientes chegam a usar mais de um bolsa por dia.

Os procedimentos são realizados no Hospital da Mulher e a entrega das bolsas ocorre três vezes por semana. Outros insumos, incluindo pomada e lenços, não estão sendo entregues.

Em abril deste ano,  desembargadores da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte determinaram que o Governo do Estado efetivasse a regularização do serviço de prestação contínua e regionalizada de avaliação médica rotineira e emergencial às pessoas com estomia de eliminação (ostomizadas), junto à disponibilização dos equipamentos coletores, de proteção e segurança, com observância da periodicidade da distribuição e adequação do material.

Postado em 21 de julho de 2020