Mossoró/RN, 17 de Abril de 2021

Sesap reverte leitos de UTI Covid no Hospital Regional Telecila Freitas Fontes

Diante do cenário de redução do número de casos confirmados e de óbitos por Covid-19 no RN e, especificamente, na IV Região de Saúde, o Hospital Regional Telecila Freitas Fontes (Hospital Regional do Seridó), em Caicó, iniciou o processo de reversão de 10 leitos de UTI Covid, que passarão a funcionar como leitos de UTI geral, reforçando a capacidade de atendimento da unidade, referência em traumato-ortopedia e urgências e emergências na região.

O hospital contava com 30 leitos de UTI Covid e 18 clínicos destinados exclusivamente a pacientes com a doença. Com a alteração, a unidade passará a dispor de 20 leitos de UTI Covid, além dos clínicos. Segundo o diretor geral do hospital, Caio Dantas, a taxa atual de ocupação dos leitos de UTI Covid na unidade gira em torno de 43%.

“Com a modificação do cenário da pandemia, é chegada a hora de abrir leitos para assistência ao usuário clínico não Covid. Nessa perspectiva, compreendendo as taxas de ocupação e o comportamento do vírus nas regiões de saúde, o Seridó agora é chamado a ampliar o atendimento voltado a essa população. São 10 leitos de UTI dedicados a assistir aqueles usuários com agravamento do estado geral que necessitem de intervenção de terapia intensiva, que poderão ser novamente assistidos nessa unidade de saúde. Essa ação representa um salto na assistência à população, evitando as transferências de pacientes para longe das famílias e ofertando de forma sistematizada um cuidado especializado e uma terapêutica adequada a cada caso”, explicou Caio Dantas.

O diretor explicou que essa reversão não significa que a pandemia chegou a fim: “ao contrário, a pandemia não acabou. Precisamos continuar alertas, vigilantes e prontos para agir diante de quaisquer alterações. Nesse sentido, o Hospital Regional Telecila Freitas Fontes continuará com 20 leitos com possibilidade de ventilação mecânica para pacientes críticos, bem como 18 leitos clínicos para a assistência aos pacientes acometidos por Covid-19. A reafirmação da oferta de saúde com qualidade e responsabilidade continuam sendo marcas da Sesap”.

Caio Dantas informou, ainda, que, “após a transferência gradativa dos leitos, será realizada uma desinfecção no setor, possibilitando receber pacientes que necessitem de atendimento não relacionado à Covid. Dessa forma, a mudança contribuirá para ampliar o atendimento à população da Região do Seridó, de acordo com o perfil da unidade hospitalar”.

Mudança de Leitos

A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) deu início ao plano de transferência gradativa de leitos de UTI Covid para atendimento de outras patologias em agosto, no município de Mossoró, na Região Oeste. No Hospital Regional Tarcísio Maia, 9 leitos destinados ao trauma e diversas patologias passaram a atender pacientes Covid com perfil da unidade, e 20 leitos que realizavam atendimento Covid, foram convertidos em leitos de UTI geral.

Também em Mossoró, no Hospital Rafael Fernandes, dos 18 leitos clínicos Covid, oito foram destinados para atendimento de outras patologias, permitindo à unidade voltar a ter leitos de retaguarda para o Tarcísio Maia, além de voltados a doenças infectocontagiosas.

Em Natal, o Hospital João Machado (HJM) reverteu 10 leitos de UTI Covid geridos pelo Estado, transformando-os em leitos clínicos e que servem como retaguarda para o Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. Além desses, outros 12 leitos clínicos também foram revertidos para retaguarda da unidade referência em trauma do Estado.

Leitos do Hospital Regional Telecila Freitas Fontes após a reversão:

• 20 leitos de UTI Covid;
• 18 leitos clínicos Covid;
• 30 leitos clínicos gerais que funcionam no Hospital do Seridó (após pactuação);
• 10 leitos de UTI geral;
• 11 leitos de urgência;
• 15 leitos de clínica cirúrgica para traumato-ortopedia e cirurgias de urgência.

Postado em 9 de outubro de 2020