Mossoró/RN, 17 de Abril de 2021

Cortejo de Iemanjá não será realizado neste ano em Areia Branca

Carlos Junior – De Areia Branca – Especial para o PORTAL DO OESTE

A pandemia da Covid-19 alterou a realização de mais um evento de cunho religioso e cultural na cidade de Areia Branca. O tradicional cortejo de Iemanjá, realizado todos os anos no dia 31 de dezembro foi cancelado. 

A decisão que suspendeu o maior evento de religião afro-brasileira na cidade partiu do babalorixá Noamã Pinheiro, orientador da Casa de Cultura de Matriz Africana Ìlé Asé Dajó Íyá Omí Sabà, a Casa de Iemanjá, como é mais conhecida pela população da localidade. “Consultamos as autoridades sanitárias e achamos por bem não promover a caminhada que reúne uma multidão de adeptos e simpatizantes do orixá Iemanjá. Sabemos que a pandemia ainda não acabou e é preciso manter o distanciamento e evitar aglomerações”, explicou. 

Ainda que a culminância das festividades voltadas a divindade do candomblé mais popular no Brasil esteja comprometida, os ritos internos de louvação e homenagens serão realizados a partir desta segunda-feira (28), de forma interna, sequenciado com momentos abertos ao público em número reduzido de pessoas, conforme cronograma:

29/12 às 19h:  14º Encontro da Mulher (evento não litúrgico de cunho social) – Tema: Yalorixá Maria Pinheiro: uma mulher a frente do seu tempo. Subtema: Cortejo de Iemanjá: duas décadas de tradição e promoção da cultura afro-brasileira em Areia Branca-RN. 

30/12 às 19h – Xirê de Iemanjá 

31/12 – Alvorada e preces do amanhecer, reza do amor aos orixás e saída do presente de Iemanjá para a entrega no Rio Ivipanim (horários e trajetos não divulgados para evitar aglomeração)

A programação será realizada em conformidade com as orientações de distanciamento, uso obrigatório de máscara e higienização das mãos antes, durante e após cada ato do evento com álcool-gel 70% INPM.  

A casa de Iemanjá está localizada na rua Duque de Caxias, nº. 362, centro. Local que os religiosos e simpatizantes poderão depositar suas oferendas dedicadas ao orixá até a noite do dia 30 de dezembro. 

Histórico

Na cidade de Areia Branca, os festejos à Iemanjá acontecem no 31 de dezembro. Todos os anos, a cidade testemunha o maior ritual público da religião afro-brasileira: o cortejo de Iemanjá, como ficou popularmente conhecido. Nesta data, sempre no final da tarde, os terreiros, adeptos e simpatizantes da religião reúnem-se em procissão pelas ruas centrais da cidade em direção ao cais Tertuliano Fernandes, para em balsas deixarem suas oferendas no mar. 

O cortejo e as comemorações à Iemanjá já fazem parte do calendário local de festas de fim de ano da cidade de Areia Branca. Esse momento singular de visibilidade das religiões afro-brasileiras na cidade, através do cortejo à Iemanjá, consolidou-se de maneira gradual. Neste dia 31 de dezembro de 2020, o formato de culto aberto ao público completa 20 anos de tradição. Antes, as casas homenageavam a grande mãe do Mar de forma mais reservada nas praias de Areia Branca.

“Nosso desejo é homenagear nosso sagrado da melhor forma possível. Apesar das dificuldades enfrentadas nesse ano que está se encerrando, esperamos realizar uma bonita caminhada de agradecimento e de renovação de votos a Iemanjá no próximo ano com a segurança necessária para a população”, destaca Noamã Pinheiro. 

Postado em 28 de dezembro de 2020