Mossoró/RN, 21 de Abril de 2021

Covid-19: Anvisa publica certificação de Boas Práticas de Fabricação da Pfizer

10/11/2020 REUTERS/Dado Ruvic

Após o recebimento da documentação enviada, a equipe técnica da Anvisa concluiu neste sábado (26/12) a análise das informações enviadas pela Pfizer para a verificação do cumprimento das boas práticas de fabricação pelas empresas que participam do processo de fabricação da vacina desenvolvida pela Pfizer/Biontech.  

Ao todo, participam quatro empresas nos processos de fabricação do insumo farmacêutico ativo biológico, bem como da formulação da vacina desenvolvida pela Pfizer/Biontech. Dessas quatro empresas, a Anvisa já dispõe de informações suficientes de três delas quanto ao cumprimento das boas práticas de fabricação, restando pendente informações relativas a apenas uma.  

Cooperação em Inspeção Farmacêutica  

Conforme estabelece a Resolução RDC 346/2020, visando a agilidade, bem como a garantia da qualidade dos medicamentos, a verificação do cumprimento das boas práticas de fabricação de medicamentos durante a Pandemia  pode ser realizada por meio de dois diferentes mecanismos: inspeção realizada pela Anvisa ou por meio de relatórios de inspeção elaborados por autoridades reguladoras com equivalência regulatória à brasileira, que compõem o Esquema de Cooperação de Inspeção Farmacêutica (PIC/S, em sua sigla em inglês). Dessa forma, a verificação do cumprimento das boas práticas de fabricação das empresas que participam do processo de fabricação da vacina Pfizer/Biontech está sendo feita se valendo desses dois mecanismos: uma empresa já conta com inspeção feita diretamente pela Anvisa, duas foram inspecionadas por autoridade reguladora equivalente, membro do PIC/S e a quarta ainda enviará informações requeridas pela Anvisa após a análise técnica inicial.   

No caso das últimas inspeções realizadas pela Anvisa na China para as vacinas desenvolvidas pela Astrazeneca/Oxford/Fiocruz (Wuxi Biologics) e Butantan/Sinovac, tal procedimento foi necessário uma vez que ambas as plantas estão localizadas na China, país que não é membro do PIC/S, nem tinham sido inspecionadas por outra autoridade reguladora membro do PIC/S. 

A finalização da etapa de certificação dos estabelecimentos fabricantes é um dos pré-requisitos para a continuidade do processo de registro e faz parte dos esforços contínuos da Agência para a disponibilização de vacinas com qualidade, segurança e eficácia para a população, no menor tempo possível. 

Postado em 29 de dezembro de 2020