Mossoró/RN, 17 de Abril de 2021

UPA do BH amplia ações para enfrentamento à Covid-19

A Prefeitura de Mossoró tem reforçado as ações de combate e prevenção à Covid-19. Nesta segunda-feira (01), o prefeito Allyson Bezerra acompanhado da secretária municipal de saúde Morgana Dantas visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Belo Horizonte.

Na UPA que foi transformada em um hospital de campanha do município, também estão instalados contêineres para a realização de testes de detecção da doença. Juntos, os contêineres abrigam 17 leitos, que possuem todas as condições de receber pacientes que testaram positivo.

A importância da UPA é reconhecida pelo prefeito Allyson Bezerra. “Estes leitos funcionam como leitos de enfermaria e estão aqui prontos para atender a população. Hoje, com a alta demanda que existe dentro do Hospital São Luiz, no Tarcísio Maia e no Hospital Rafael Fernandes, esse local oferece leitos clínicos que podem desafogar um pouco os hospitais”, disse o prefeito.

Mossoró, tem recebido pacientes de vários municípios do estado. A prefeitura trabalha para que o município se torne referência e a execução das testagens não tem enfrentado problemas, já que, a UPA do Belo Horizonte funciona 24 horas e não houve nenhuma redução de atendimentos, inclusive, na realização de testes.

“Nós recebemos pacientes que têm suspeita da doença e estão necessitando fazer o teste para ter a sua confirmação. Vale lembrar que a testagem continua acontecendo aqui durante todo o dia, bem como, temos que dizer que a UPA nunca reduziu atendimento ou teve seus serviços paralisados”, ressalta Allyson.

O município não tem deixado faltar testes e os adquiriu para que a prevenção à Covid-19 não reduza o seu ritmo.

Reforço com uso de oxímetros nas UBS’s

Visando potencializar as ações da atenção básica do município durante a pandemia, a Prefeitura de Mossoró, investe entregando às Unidades Básicas de Saúde, aparelhos de oxímetro que medem o nível de oxigênio no sangue.

A Oximetria é um exame que poderá ser feitos na UBS por profissionais qualificados que poderão descobrir a porcentagem de oxigênio que está sendo transportada na circulação sanguínea dos pacientes. Este exame é importante quando há suspeita de doenças que prejudicam ou interferem com o funcionamento dos pulmões, como é o caso da Covid-19, além de doenças cardíacas ou doenças neurológicas.

Uma taxa de oxigenação baixa pode indicar a necessidade de tratamento no hospital com oxigênio, e pode indicar um risco de vida caso ela não seja corrigida adequadamente.

Cilindros de Oxigênio

A Secretaria Municipal de Saúde vai instalar na terça-feira (02), doze cilindros de oxigênio para que os leitos funcionem atendendo os pacientes mais eficientemente na UPA do Belo Horizonte. “Garantimos oxigênio, testes, atendimento médico, e tudo isso mostra o comprometimento da prefeitura de Mossoró para que os pacientes não deixem de ser atendidos e que a rede assistencial possa contar com este apoio”, afirmou Morgana Dantas, titular da pasta.

Postado em 2 de março de 2021