Mossoró/RN, 21 de Abril de 2021

Isolda reúne virtualmente 300 mulheres para debater políticas públicas

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) reuniu virtualmente 300 mulheres potiguares na tarde deste sábado (13) para debater sobre políticas públicas voltadas à autonomia das mulheres. A plenária deu continuidade à agenda política de Isolda na semana do 8 de março e contou com participantes espalhadas em mais de 60 municípios do Rio Grande do Norte. O encontro ocorreu através da plataforma Zoom.

Estiveram presentes mulheres das cidades e das zonas rurais, parlamentares, estudantes, participantes de religiões de matrizes africanas, pescadoras artesanais, professoras, artistas, da população LGBT, dentre outras. “Eu estou muito feliz de reunir 300 mulheres e dar continuidade à construção de um mandato participativo que temos no parlamento”, disse Isolda no final da reunião.

Além das mulheres potiguares, a dirigente da Marcha Mundial das Mulheres, Nalu Faria, também participou do encontro. Na sua participação, a dirigente destacou a importância do 8 de março para a luta feminista e para destacar outras pautas que se relacionam com a vida das mulheres. O desemprego e a necessidade de vacinação em massa para vencer o coronavírus são exemplos dessas pautas. “Não podemos desconectar nossa luta das outras lutas porque vivemos num sistema de exploração capitalista, porque nos explora no trabalho, e patriarcal, porque olha para as mulheres como dominação”, disse Nalu.

Pelo menos 30 organizações e entidades e sete parlamentares tiveram representantes presentes no evento. Dentre as parlamentares, participaram a deputada federal Natália Bonavides e a vereadora de Natal, Brisa Bracchi. “Reunir todas essas entidades é muito positivo para renovar a esperança e ver que a luta acontece em todos os espaços, nas ruas, no roçado e no parlamento”, declarou Isolda.

Durante o encontro, a deputada estadual escutou as demandas das mulheres de todas as regiões estaduais e apresentou projetos de lei de sua autoria já aprovados na Assembleia Legislativa que foram criados com o objetivo de melhorar a vida das mulheres.

Um dos projetos mais recentes foi a delegacia virtual da mulher. A implementação desta delegacia facilitou a denúncia de vítimas de violência doméstica, principalmente em cidades que não contam com delegacias especializadas para mulheres. “A primeira denúncia feita foi de uma mulher de Apodi, que não tem delegacia. Era uma mulher que não faria a denúncia se não existisse a delegacia virtual”, relatou a deputada.

Outros projetos de lei de iniciativa da deputada voltados para a melhoria da vida das mulheres e já sancionados são a criação do dia de combate ao feminicídio, o dossiê mulher potiguar e o dia estadual da visibilidade lésbica. A deputada luta pela aprovação de outros projetos de lei, em tramitação na Assembleia Legislativa, como o projeto de lei de apoio às mulheres marisqueiras e a  priorização da matrícula na rede estadual de ensino para mulheres vítimas de violência.
Isolda também lutou pela implementação da Casa Abrigo em Mossoró, que passou a receber já no final de 2020 mulheres vítimas de violência doméstica e em situação de risco de vida.

A deputada estadual agradeceu a presença de todas as participantes e se colocou à disposição para construir uma sociedade mais justa e igualitária para todos e todas as potiguares. “Eu saio cheia de energias renovadas. Ter em torno de 300 mulheres reunidas significa que a luta vale a pena, que o feminismo é fundamental. Significa que o nosso mandato tem cumprido a tarefa de ser uma ferramenta de fortalecimento do movimento feminista e acima de tudo de contribuição para uma construção de uma sociedade igual”, disse Isolda.

Postado em 15 de março de 2021