Mossoró/RN, 17 de Abril de 2021

Policiais Civis e Penais pedem vacina e defendem suspensão de atendimento presencial

O Sindppen-RN divulgou nota para informar que os Policiais Penais do Rio Grande do Norte aderiram ao movimento nacional, articulado pela Fenaspen, para cobrar a vacinação da categoria. Além disso, o protesto é contra a retirada de direitos promovida no cenário nacional através da PEC 186 e da Reforma Administrativa.

“Nós temos cobrado vacina desde o mês passado, inclusive, estivemos com o Ministro da Segurança Pública, aqui no Rio Grande do Norte, e entregamos ofício solicitando prioridade. Também há grande articulação da Fenaspen no Congresso nesse sentido”, afirma Vilma Vilma Batista, presidente do Sindppen-RN.

Ela ressalta que os Policiais Penais estão na linha de frente e, desde o início da pandemia, mantiveram-se trabalhando, colocando em risco a vida deles e dos familiares.

Agora, além da vacina, o Sindppen-RN defende que sejam suspensos os atendimentos presenciais dos advogados, pelo menos durante o mesmo período em que estará em vigência o novo decreto do Governo do Estado. Lembrando que, mesmo assim, seria mantido os direitos dos presos e as prerrogativas dos advogados, pois é possível a realização do atendimento por videoconferência. 

“Precisamos amenizar os riscos o máximo possível. Os Policiais Penais exercem atividade essencial, mas a vida também é essencial e nossas mulheres e homens que trabalham no Sistema Penitenciário são essenciais para seus familiares”, destaca.

Vilma Batista comenta ainda: “Não bastasse os riscos diários da profissão, o alto risco de contágio pela covid-19, nós temos enfrentado ataques aos direitos dos trabalhadores, com as reformas aprovadas nacionalmente que implicam diretamente também nos estados. Então, nesta quinta-feira, há uma mobilização em todo o Brasil para protestar contra esse tratamento injusto dado aos policiais”. 

Postado em 18 de março de 2021