Mossoró/RN, 28 de Novembro de 2021

Presença desnecessária de adolescente em banco de reservas custou R$ 600 mil ao Potiguar

O ano terminou para o futebol profissional do Potiguar e agora é hora de avaliar a participação do time no Campeonato Estadual 2019. Dentro de campo é possível afirmar que o Time Macho teve um desempenho de destaque, ficando entre os três melhores da competição. Mas fora de campo o time acabou deixando a desejar.

Se em campo, o Potiguar conquistou uma vaga na Copa do Brasil e na Série D 2020. Fora dele, o único representante mossoroense no Estadual jogou fora a presença na segunda maior competição nacional. Pior que isso: jogou fora R$ 600 mil, equivalente a cota de participação na primeira fase da Copa do Brasil.

Esse assunto até poderia ter sido esquecido se o Potiguar tivesse continuado a corresponder em campo. Mas a derrota para o América no Nogueirão, em mais um fracasso da equipe em casa, fez o torcedor lembrar novamente da mancada da primeira rodada do Estadual.

O Potiguar perdeu a vaga na Copa do Brasil e recursos que há muito tempo não ver em razão da presença desnecessária de um adolescente de 15 anos em seu banco de reservas e, principalmente, pela falta de conhecimento do regulamento da competição.

Postado em 12 de abril de 2019