Mossoró/RN, 28 de Setembro de 2021

Consumo excessivo de sal é um dos principais fatores de hipertensão no Brasil

O consumo excessivo de sal, tabagismo, alcoolismo e o sedentarismo, aliados a uma alimentação inadequada são fatores de risco associados à hipertensão, que atinge um a cada quatro brasileiros adultos. Uma Pesquisa de Orçamentos Familiares do IBGE (POF 2008-2009) apontou que dois terços do consumo de sal pela população brasileira vêm do sal adicionado ao cozinhar direto no prato.

De acordo com o POF, o brasileiro consome mais que o dobro de sal (quase 12g) da quantidade recomendada (5g) pela Organização Mundial de Saúde (OMS). O cardiologista Thiago Gabriel, do Hapvida saúde explica como pode ser feita a prevenção da doença.

”Existem estratégias como a reeducação alimentar e nutricional. Adotar um estilo de vida saudável desde a infância até a terceira idade e a realização dos exames de saúde rotineiros pelo menos uma vez no ano contribuem para a prevenção da Hipertensão”, afirma.

A hipertensão é uma doença crônica, mas existem diversas maneiras de controla-la. Quanto ao tratamento, somente o médico poderá determinar o melhor método para cada paciente, podendo receitar medicamentos específicos.

Postado em 8 de julho de 2019