Mossoró/RN, 06 de Agosto de 2021

Nutricionista alerta que uso intensificado de agrotóxicos está contaminando os alimentos, a água e o ar

O Fórum Estadual de Combate aos Efeitos dos Agrotóxicos na Saúde do Trabalhador, no Meio Ambiente e na Sociedade (Feceagro-RN) se reuniu nesta segunda-feira (16), na sede da Procuradoria do Trabalho da 21ª Região, e tratou sobre mecanismos de valorização da agricultura familiar, como forma de diminuição dos efeitos negativos dos agrotóxicos no meio ambiente e na saúde da população.

Estiveram representados, entre outros órgãos, o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), a Vigilância Sanitária, a Associação dos Supermercados do Rio Grande do Norte (Assurn), o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte (IDIARN) e o poder Legislativo, com representantes dos mandatos da deputada estadual Isolda Dantas e da deputada federal Natália Bonavides.

A nutricionista Maria Célia Barbosa Farias, coordenadora do Feceagro-RN, relatou que o uso de agrotóxicos vem sendo intensificado seguidamente no Brasil, causando a contaminação não apenas de alimentos, mas também da água e do ar. Ela falou sobre a relevância do constante monitoramento, de modo a colocar o Rio Grande do Norte em sintonia com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Organização das Nações Unidas (ONU).

Magno Gustavo, consultor de associativismo e cooperativismo do Sebrae-RN, apresentou um aplicativo desenvolvido em parceria com a Central de Abastecimento de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Cecafes-RN). A ferramenta, pioneira no Brasil, é voltada para a negociação direta entre os produtores e os consumidores, reduzindo a intervenção dos atravessadores e aumentando as alternativas de negócios.

Com o uso da câmera do celular para a leitura de um código QR, é possível identificar detalhes sobre a composição e a produção dos alimentos, valorizando o trabalho da agricultura familiar.

O Ministério Público do Trabalho no Rio Grande do Norte faz parte do Feceagro desde 2009 e tem como membro, atualmente, a procuradora Regional do Trabalho Ileana Neiva.​

Postado em 19 de setembro de 2019