Mossoró/RN, 06 de Dezembro de 2021

Vereador diz que Porcellanati “deu calote em Mossoró” e lembra promessa de Rosalba

Em pronunciamento na Câmara Municipal de Mossoró, nesta terça-feira (8), o vereador Raério (PRB) se disse indignado com “o calote que a Porcellanati deu em Mossoró”. Lembrou a situação de 135 ex-empregados da empresa, que há anos lutam para receber direitos trabalhistas.

“Além disso, está fazendo um ano que foi anunciado que Porcellanati geraria 500 novos empregos no município, mais uma enganação em Mossoró, Mossoró que está se transformando na terra do calote, porque até mesmo a Prefeitura não paga o que deve”, disse o parlamentar.

O PORTAL DO OESTE já revelou que a empresa Itagres descumpriu o prazo para retomada da produção em sua unidade de Mossoró, a Porcellanati. Conforme consta na decisão judicial que autorizou o processo de recuperação judicial da Itagres, a Porcellanati deveria retomar suas atividades no primeiro trimestre deste ano.

O prazo estipulado para reabertura da Pocellanati pesou na decisão favorável à recuperação judicial do juiz Edir Josias Silveira Beck. Na decisão, o magistrado destaca: “Apenas com a ativação da operação TB NORDESTE (Porcellanati) as sociedades empresárias recuperandas terão acesso ao crédito para novos investimentos naquela planta, sendo que os investidores aguardam a aprovação do plano de recuperação judicial para, a partir do primeiro trimestre de 2019 – segundo previsão das sociedades empresárias recuperandas – iniciar os trabalhos naquele local”.

Em 20 de setembro do ano passado, há mais de um ano, foi anunciada a abertura de escritório da Itragres em Mossoró e a contratação do primeiro funcionário, com a presença da prefeita Rosalba Ciarlini, em plena campanha eleitoral. Na época, a Prefeitura de Mossoró divulgou que contratações seriam feitas em outubro e que mais de 130 empregos deveriam ser gerados até janeiro deste ano.

Postado em 8 de outubro de 2019