Mossoró/RN, 23 de Setembro de 2021

CBF explica fase preliminar da Série D 2020, e times das piores federações disputam seletiva

Por globoesporte.com

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) encaminhou nesta semana às federações estaduais um ofício informando como será a fase preliminar da Série D do Campeonato Brasileiro a partir de 2020. O torneio teve uma alteração no formato de disputa da fase de grupos, ampliando o número de datas no calendário de 16 para 26. A entidade explicou no documento que a competição contará com uma seletiva, com confrontos eliminatórios, envolvendo os segundos representantes das oito entidades estaduais com o pior posicionamento no Ranking Nacional das Federações.

A etapa preliminar contará com jogos de ida e volta, classificando quatro equipes à fase de grupos. No comunicado às federações, a CBF detalha que a fase preliminar da Série D será uma transição. Em 2022, as quatro federações com pior posicionamento no ranking nacional das entidades passarão a ter apenas um clube da Série D – e não dois.

O ranking nacional das federações será divulgado no final da temporada do futebol brasileiro. Atualmente, as oito entidades estaduais com pior ranqueamento são: Roraima, Amapá, Rondônia, Espírito Santo, Tocantins, Mato Grosso do Sul , Amazonas e Distrito Federal. Hoje, os segundos representantes desses estados participariam da fase preliminar da Série D. Contudo, a atualização de pontos pode alterar o ordenamento.

As alterações na Série D foram anunciadas na divulgação do calendário de competições da CBF para 2020. A Quarta Divisão passou a ter um aumento no número de datas. Somente na fase de grupos, o campeonato passará a ter 14 datas – eram seis nos últimos anos. Com as mudanças, o início da Série D está previsto para o dia 3 de maio e a final em 22 de novembro.

Para seguir o novo formato, os 64 clubes da Série D de 2020 serão divididos em oito chaves, com oito times em cada, com jogos de ida e volta. Diferente dos anos anteriores, na edição do ano que vem, os quatro melhores de cada grupo se classificam para o mata-mata. As 32 equipes classificadas, se enfrentam em confrontos eliminatórios até a definição do campeão e do acesso à Série C de 2021.

A mudança na Série D aconteceu depois de quatro anos com o mesmo formato. Há três anos, a competição contou com um maior número de equipes: passou de 40 para 68. Para encaixar todo mundo, os times foram divididos em 17 grupos, com quatro equipes em casa.

Foto: Rômulo Almeida

Postado em 9 de outubro de 2019