Mossoró/RN, 31 de Maro de 2023

Professores municipais podem entrar em greve se Rosalba não abrir diálogo

Durante a assembleia realizada na manhã desta terça-feira (11), os professores municipais deliberaram por pressionar a gestão Rosalba Ciarlini a abrir o diálogo em relação à pauta de reivindicação protocolada em dois ofícios pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) no dia 19 de dezembro e em 06 de fevereiro. A deflagração de uma greve já começa a ser ventilada.

Segundo a presidente do Sindiserpum, Marleide Cunha, o ano letivo 2020 já começa com os professores insatisfeitos com o não cumprimento do piso no ano passado e pela forma como a prefeita Rosalba Ciarlini quer aplicar o reajuste deste ano. “Na verdade, já existiam professores dispostos a não começar o ano letivo. Mas nós refletimos e vamos começar o ano letivo e aguardar que o município chame para negociação. Mas se o Município continuar com a mesma postura de 2019, sem dialogar, nós vamos ter greve na educação novamente”, informou a sindicalista.

As ações serão iniciadas nesta quarta-feira (12) durante a solenidade de abertura do ano letivo, quando os professores irão participar vestindo preto. A cobrança por diálogo também se intensificará nas redes sociais.

Ainda, após explanação de estudo realizado pelo professor João Paulo Gondim, foi apresentado aos professores a defasagem real do Piso dos professores em Mossoró, que é de 14,16%, levando-se em conta que no ano passado a prefeita Rosalba Ciarlini não obedeceu a Lei Nacional e deixou de aplicar 0,42% de diferença do Piso Nacional.

Postado em 11 de fevereiro de 2020