Mossoró/RN, 18 de Maio de 2022

CDL e Sindvarejo lamentam prorrogação de fechamento do comércio, mas descartam buscar a justiça

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Mossoró (CDL) e o Sindicato do Comércio Varejista de Mossoró (Sindvarejo) lamentaram a decisão da prefeita Rosalba Ciarlini de prorrogar o fechamento do comércio por mais 10 dias, até o dia 23 de abril. No entanto, as duas instituições descartaram qualquer hipótese de ir a justiça para garantir o funcionamento das lojas.

Ao PORTAL DO OESTE, o presidente da CDL Mossoró, Wellington Rodrigues, disse que a prorrogação “é um duro golpe no comércio da cidade”, mas a determinação do Município será obedecida. “Acredito que este não é o momento para entrarmos em litígio com a prefeitura, aceitamos, não de bom grado, mais neste momento só nos resta obedecemos a determinação, mesmo sendo um duro golpe no comércio da cidade, que Deus nos proteja a todos contra está pandemia, e nos ajude a restaurar nossos negócios após o término deste estado de coisas.”, declarou.

O presidente do Sindvarejo, Michelson Frota, reforçou que não haverá demanda judicial para tentar reverter o novo decreto municipal. “Resta a gente lamentar internamente e torcer para que isso volte o mais rápido possível, pois cada dia para a gente é como se fosse um ano.”, colocou.

CDL e Sindvarejo defendiam a reabertura do comércio em horário reduzido e com medidas de proteção contra o novo coronavírus.

Postado em 13 de abril de 2020