Mossoró/RN, 29 de Novembro de 2021

Mesmo em época de quarentena, rap e slam de Mossoró tem participado de projetos nacionais e internacionais

O período de quarentena tem dificultado os trabalhos de artistas, já que esses profissionais são habituados à interação com o público e também necessitam das rendas de eventos para sustentarem-se. No entato, há várias iniciativas buscando manter vivas as atividades artísticas. Em Mossoró, o rap e o slam são artes que andam conectadas e mostram vários exemplos de como podem se reiventar e até crescerem em alguns aspectos.

O slam é um campeonato de poesia e perfomance autoral, em que cada poesia deve ter no máximo três minutos. Em período de quarentena, essa modalidade artística tem sido realizada em plataformas online, incluindo a Copa do Mundo, que geralmente acontece em Paris, mas está sendo realizada pelo zoom e com retransmissão no Facebook. A representante do Brasil, Kimani, disse que a dificuldade de expressar-se com o corpo foi a maior dificuldade sentida no evento.

O Slam Mossoró irá fazer a primeira edição nesse período de quarentena, que está agendada para o dia 31 de maio, às 19h, com transmissão no canal do Youtube da Agência Moscow, retransmissão no Facebook e Youtube das páginas do Sindicato dos Profissionais em Educação do RN (SINTE/RN) e também do próprio Slam Mossoró. As inscrições antecipadas acontecem na página do Instagram desse movimento cultural: @slammossoro. Só aceitam inscrições de residentes em Mossoró e até o próximo dia 28 de maio.

O movimento Slam Mossoró existe desde 2017 e já está integrado em vários projetos nacionais e internacionais, se firmando com um dos principais eventos culturais para a juventude mossoroense. Sabendo da dificuldade de atrair artistas com a mesma intensidade das competições presenciais, será inédito uma premiação em dinheiro, que foi oferecida pelo SINTE/RN. A pessoa vencedora irá receber uma premiação de R$250. A segunda colocação garante um valor de R$100, enquanta a terceira posição será premiada com R$50. O sindicato ainda irá realizar uma live do integrante do Slam Mossoró, Prisma MC.

Além da premiação em dinheiro, o Slam Mossoró irá garantir a vaga para o Slam Viral Nacional, que será realizado entre os dias 06 e 07 de junho. Essa competição busca reunir os slams pelo Brasil em uma corrente nacional e 16 slams podem se inscrever. O Slam Viral Nacional ainda irá classificar uma pessoa para o Slam Viral do Espaço Lusófono, que irá acontecer em agosto e foi idealizado inicialmente por um dos organizadores do Slam Mossoró, o jornalista Carlos Guerra Júnior.

O slammer mossoroense Douglas Soares já está garantido em um dos principais circuitos de slam do Brasil: O Slam da Guilhermina. Esse evento acontece geralmente em São Paulo, mas está com edições online nessa época de quarentena, em que metade das vagas são destinadas a participantes de São Paulo e a outra metade a artistas de várias partes do Brasil. O evento acontecerá no próximo dia 29 de maio, às 19h30min.

Rap

Além do slam, o rap de Mossoró tem conseguido bastante espaço internacional. Um desses projetos é o desafio Barras Maning Arretadas. Nesse desafio, um produtor de instrumentais diferente a cada semana publicou um instrumental e rappers de onze países devolveram com vídeos com diversas rimas, estilos e temas. Confira uma das edições com instrumental de um artista mossoroensee rimas de quatro países: https://www.instagram.com/p/CANjlGKJ8jI/

14 músicos de Mossoró participaram do desafio, que agora irá para uma segunda fase: 120 artistas serão divididos em 30 grupos de quatro pessoas, para devolverem com músicas ou vídeos. A opção por música ou vídeo se dá porque há rappers que possuem estúdios em suas próprias casas e podem gravar mesmo em época de quarentena. Já as pessoas que não conseguem fazê-lo irão decidir em grupos, para adaptar essa produção visual as condições possíveis. O importante é que haverá uma divisão em que se buscará equiparidade no quesito nacionalidade, havendo pelo menos três países em cada produção. Confira vídeo explicativo: https://www.instagram.com/p/CAgQN0jg7He/

Além dessas produções, há diversas produções de rap acontecendo. O rapper Prisma MC, por exemplo, foi destaque na rádio Black Sampa, de São Paulo, ficando em quarto lugar na votação popular entre 10 artistas independentes de todo o Brasil. O vídeo em que se destaca o crescimento do rap mossoroense e a participação do artista local pode ser conferido em: https://youtu.be/g3WR7syvanc. O rapper ainda irá fazer uma live no mês de junho, pois foi um dos 20 artistas contemplados em um edital do Sinte/RN.

Outra rapper que irá fazer uma live é Cabloca de Jurema (Eva Rocha), do grupo Soul Negra. Ela canta uma variedade de gêneros musicais da cultura negra, mas lançou duas músicas de rap nas últimas semanas, que podem ser conferidas na página da artista no Youtube: https://www.youtube.com/channel/UCE3NmWl93tBV3xvLb9JXmig. Nesta sexta-feira (22), Cabloca de Jurema também realiza uma live, como edição online do Alô Frida, transmitida pela página do Youtube do canal www.youtube.com/alofrida.

Nas últimas semanas, ainda houve os lançamentos de várias músicas de rap mossoroense, que se destacam as produções dos Eps (álbuns de tamanho reduzido) “Resistência”, de Comedor de Camarão e Afropotyguar, dos irmãos Jongozú e @vittopoeta. Além disso, também se destacam as músicas “Saudade Ficou”, de Bebequera MC; “O Século do Ego”, de Caboco; “Teoria Cotidiana Nordestina”, uma parceria de Carlos Mossoró com Preto Kedé (Teresina-PI).

Cinco artistas de Mossoró ainda estarão no álbum Conceitos Volume 2, produzido com rappers de todas as regiões de Moçambique, país na África, em que as únicas participações internacionais são de artistas de Mossoró: Scape, Cabloca de Jurema, Carlos Mossoró, Caboco e Pepeu. Ainda em Moçambique sairá no próximo mês o vídeo-livro “Liberdade expressão, censura política e Estados Militarizados?”, coordenado pela professora Marissa Moormann, que é uma das conceituadas professoras da Universidade de Indiana (Estados Unidos) e pelo pesquisador moçambicano Tirso Sitoe. Os cinco artistas participantes são: Caboco, Artita Barroco, @vittopoeta, Prisma e Pepeu.

Postado em 22 de maio de 2020