Mossoró/RN, 17 de Maio de 2022

Zero em transparência: Apamim não disponibiliza dados sobre recursos da covid-19

A Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e Infância de Mossoró (Apamim) já recebeu mais de R$ 11 milhões para investimento no tratamento da covid-19. São recursos repassado principalmente pelo Governo Federal, mas há também verbas destinadas pela Justiça Federal e a Justiça do Trabalho.

Mas a velocidade para entrada de recursos na instituição não está sendo acompanhada por iniciativas que garantam transparência na sua aplicação. Enquanto o Governo do Estado e as Prefeituras desenvolveram Portais da Transparência específicos para informar receitas e despesas da covid-19, a Junta Interventora da Apamim ainda não disponibilizou qualquer informação sobre os mais de R$ 11 milhões destinados para o Hospital Maternidade Almeida Castro e o Hospital São Luiz.

No site do Hospital Maternidade Almeida Castro foram criados dois ícones para o Hospital São Luiz, o hospital de campanha de Mossoró é também gerido pela Junta Interventora, mas não há qualquer informação em nenhum deles.

Mesmo estando em 5 de julho, o último relatório de prestação de contas da Apamim disponível no site é do mês de abril passado. São informações bem genéricas e sem nenhum detalhamento dos gastos.

Nem mesmo Conselho Municipal de Saúde recebeu qualquer prestação de contas da Apamim relacionada à covid-19. A presidente do Conselho, Suelda Felício de Araújo, informou ao PORTAL DO OESTE que as informações haviam sido solicitadas por meio de ofício. “Só não sei se já chegou ao destino”, observou, porém.

A Apamim recebeu R$ 10.965.009,93 somente do Governo Federal, através da Prefeitura de Mossoró, além de R$ 488.055,50 da Justiça Federal e R$ 228 mil da Justiça do Trabalho, totalizando R$ 11.681.065,43.

Mesmo com recursos fartos, o Hospital São Luiz está com seis leitos de UTI para covid-19 foram de operação há pelo menos 11 dias, um deles há 12 dias, provavelmente por falta de insumos. A interventora da Apamim, Larizza Queiroz, não informa o motivo.

Postado em 5 de julho de 2020