Mossoró/RN, 06 de Maio de 2021

Prefeito e Câmara de Caraúbas não querem comprar vacinas

Enquanto milhares de Municípios se mobilizam por uma nova e possível alternativa para compra de vacinas contra a Covid-19, no município de Caraúbas, o prefeito Juninho Alves e a Câmara de Vereadores pensam o contrário: eles não querem nem saber da possibilidade de a Prefeitura comprar vacinas.

Juninho Alves sequer envio manifestação à Frente Nacional de Prefeitos (FNP) para demonstrar interesse em participar do Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras (Conectar), que está sendo formado para comprar vacinas, caso o Plano Nacional de Imunização não atenda a demanda nacional. Na lista com mais de 2 mil municípios, divulgada pela FNP no dia 08 de março, Caraúbas não faz parte.

O prefeito também não enviou ao legislativo o Projeto de Lei para pedir autorização para que Caraúbas aderisse ao Conectar. Coube à vereadora Socorro Melo (MDB) cumprir esse papel, que seria do Executivo.

Só que ao chegar na Câmara, o Projeto de Lei foi derrubado pela bancada governista, pelos vereadores aliados de Juninho.

A justificativa para derrubar o projeto, segundo publicou o Diário Político: “os parlamentares governistas acharam por bem votar contra a matéria, também para não causar uma euforia política desnecessária, criando falsas e ilusórias expectativas da chegada de vacinas que não podem ser adquiridas pelo Município e que tem apenas uma finalidade politiqueira”.

Ao contrário do informado pela bancada governista da Câmara de Caraúbas, a criação do Conectar é uma alternativa, frente a inoperância do Governo Federal para imunizar os brasileiros, e tem o aval do STF, que já decidiu que Estados e Municípios podem sim comprar vacinas contra a Covid-19.

Postado em 12 de março de 2021