Mossoró/RN, 16 de Outubro de 2021

Isolda intercede por antecipação de colação de grau de concluintes de medicina e enfermagem da UERN

Nesta sexta, 18, a deputada estadual Isolda Dantas (PT) reuniu-se, virtualmente, com a reitoria da UERN e Comissão de alunos dos cursos de Medicina e Enfermagem da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), para debater sobre a antecipação de novos formandos deste semestre.

Em 2020, a Universidade concedeu antecipação da colação de grau dos formandos dos respectivos cursos por considerar a excepcionalidade da situação de pandemia vivida pelo Estado. Na época, Isolda entrou na mobilização junto ao governo do estado, UERN e estudantes, conseguindo a antecipação da formatura de médicos e enfermeiros na atuação direto da Covid no RN.

Em um primeiro momento, a Comissão de alunos abordou sobre o adiantamento da colação de grau mediante ao estágio e internato com 75% concluídos, garantindo a validade do grau dos novos profissionais. O mandato da deputada acompanha essa pauta com os alunos e alunas desde o início da pandemia, em 2020, com a intenção de que novos médicos atuem no controle do coronavírus no Estado. 

“O meu dever é contribuir com a população, com o RN em diversas áreas, e o momento é ainda voltado para a pandemia. Por isso, trouxe esse diálogo para que pudéssemos ficar a par da situação e que fossem tiradas dúvidas com a reitora da UERN, e assim, conseguirmos buscar alternativas e soluções legais com a UERN e Conselho Estadual de Educação e a Comissão de alunos “, comentou a parlamentar.

A exemplo do que aconteceu ano passado, a reitora Fátima Raquel entende que a Universidade poderá antecipar a colação de grau dos formandos deste ano 2021.1, permitindo que os concluintes das áreas de Medicina e Enfermagem possam ser contratados, em caráter emergencial, para atender as demandas de saúde neste momento de pandemia, especialmente, no interior.

A UERN buscará diálogo com o Conselho Estadual de Educação (CONSEPE), Secretaria Estadual de Educação (SEEC) e diretoria do curso para garantir segurança jurídica e garantir o grau respeitando as questões que o curso se propôs, para assim, a deputada abrir diálogo para concretização da autorização da governadora Fátima Bezerra e contribuir na corrida da formação e a contratação emergencial de novos formandos.

“Continuaremos travando essa batalha para salvar vidas, seja na busca por vacina para todos, conscientização do uso de máscara, como no adiantamento da formação de novos profissionais para atuação na saúde pública estadual. Não podemos deixar para tomar medidas depois, principalmente, porque a pandemia ainda não acabou”, disse Isolda.
Participaram também da reunião, Yamara Santos, presidente do Diretório Central dos Estudantes da UERN (DCE),  Allysandra Maria Lima, professora do curso de Medicina e Janieiry Lima, professora do Departamento de Enfermagem da UERN campus Pau dos Ferros.

Postado em 18 de junho de 2021