Mossoró/RN, 16 de Outubro de 2021

Em audiência, Isolda destaca importância do Hospital da Mulher para saúde de Mossoró e região

A deputada estadual Isolda Dantas (PT) participou na manhã desta quinta-feira, 5, de uma audiência pública sobre o Hospital Regional da Mulher na Câmara Municipal de Mossoró. Representante da Assembleia Legislativa na solenidade, Isolda destacou a importância da obra para a assistência da saúde das mulheres de Mossoró e das regiões Oeste e Alto Oeste. “Nossos sonhos estão saindo do papel”, afirmou a deputada, que sempre defendeu a construção de um hospital especializado no atendimento à mulher na região.

Na audiência, a Secretaria de Estado de Saúde Pública apresentou que o hospital deve ficar pronto no segundo semestre de 2022. “O Hospital vai trazer não só a segurança necessária na hora de um parto, mas também a qualidade do serviço que é ofertado às mulheres, às famílias e a sociedade potiguar”, disse a deputada. “Ele vem para potencializar e consagrar Mossoró como referência para a saúde das mulheres no Rio Grande do Norte.”

Esta semana, a deputada solicitou, através da Assembleia Legislativa, equipamentos e equipes especializadas para o Hospital Regional da Mulher de Mossoró à Secretaria de Estado de Saúde Pública. As solicitações visam atender mulheres com deficiências, através de equipamentos adaptados para realização de exames de mamografia, equipe obstétrica multiprofissional e equipe especializada nestes atendimentos.

Na audiência, Isolda também destacou a importância do Hospital da Mulher para a formação profissional dos estudantes de Mossoró. A unidade vai servir de lugar para estágio para as Universidades, em especial a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. “O Governo deve ter a UERN como principal parceira no hospital e na gestão. A gente pode fazer dessa unidade um hospital-escola, alargando o nosso sonho de ter um hospital de qualidade em Mossoró”, disse.

Planejado desde 2013, o Hospital Regional da Mulher estava com obras paralisadas desde 2018 devido a uma série de inadequações encontradas no projeto. Ao assumir o Estado em janeiro de 2019, a governadora Fátima Bezerra passou a fazer as correções necessárias para a retomada das obras. A expectativa agora é que, com a volta das obras neste mês de abril, a unidade fique pronta até novembro de 2022.

O hospital vai servir de referência de saúde para as mulheres de Mossoró e de outros 62 municípios vizinhos, beneficiando 281 mil mulheres. A obra fortalece a rede de saúde de Mossoró, que já é referência para a saúde obstetrícia de toda região. Segundo os dados do Sistema Único de Saúde (SUS), 72,6 mil bebês nasceram na cidade entre 2009 e 2019. Destes, 29 mil tinham mães provenientes de outros municípios que precisaram ir para Mossoró realizar o parto. Apenas Natal teve números maiores no período.

A secretária-adjunta da Secretaria de Estado de Saúde Pública, Maura Sobreira, e o secretário especial de Projetos do Estado, Fernando Mineiro, também estiveram presentes na audiência. Sobreira apresentou o investimento de R$ 70 milhões investidos em obras e outros R$ 40 milhões investidos em equipamentos para a construção de 118 leitos. Os recursos são provenientes do Governo Cidadão, programa de investimento do Estado em parceria com o Banco Mundial.

Foto: Edilberto Barros

Postado em 5 de agosto de 2021