Mossoró/RN, 07 de Dezembro de 2021

Poeta potiguar disponibiliza livro de graça à rede pública de ensino

Poesia ao alcance de todos. Essa é a proposta do jovem poeta Leidson Felix, conhecido como Capitão Jack. O livro ‘Não cansei de ser poeta’ terá 40 unidades físicas distribuídas para professores da rede estadual de educação utilizarem como ferramenta de desenvolvimento pedagógico. E a partir da desta terça-feira (17) a obra permanecerá por cinco dias também acessível a qualquer leitor no ambiente virtual. Para acessar basta CLICAR AQUI!

O livro reúne 15 cordéis de Leidson Felix. Em cada um deles o autor aborda temas diversos: das brincadeiras tradicionais aos festejos do São João, passando pelas cantigas de roda e paisagens do sertão nordestino, sobretudo as belezas da Currais Novos de sua nascença e lembranças. Em seus versos e rimas, o livro reflete sobre a importância do cultivo de valores fundamentais à dignidade humana e à grandeza da vida.

“Em resumo, o livro aborda a riqueza da cultura popular do dia a dia e demonstra, em versos, a relação vivida com amigos e familiares nas diversas fases da vida, além de versejar em cordel a arte mágica. Portanto, é uma obra valiosa ao ensino, à educação de crianças e jovens e uma oportunidade de acesso à produção literária de poesia de cordel, um gênero pouco trabalhado nas escolas, sobretudo, de um poeta da nova geração”, destacou o autor.

Capitão Jack, o poeta incansável

Capitão Jack é mesmo um jovem e talentoso cordelista. Aos 31 anos, este currais-novense percorre os chãos coloridos das artes cênicas como ator e diretor. E se retrata a realidade cotidiana em suas rimas, também trabalha a ilusão enquanto mágico.

Ingressou na poesia em 2008 no Grupo Cordel de Pau Quebrado. Fazia declamações poéticas em performances teatrais. Em 2010 escreveu seu primeiro cordel intitulado ‘Brincadeiras de infância’. Dois anos depois se tornaria mágico profissional excursionando com o Circo Grock Brasil afora.

Leidson ou Capitão Jack é membro da Academia Internacional de Literatura Brasileira e está registrado no Dicionário Biobibliográfico dos Cordelistas Contemporâneos, publicado em 2020. E apenas este ano publicou sua coletânea de cordéis ‘Não cansei de ser poeta’.

Este projeto é realizado através da Lei Aldir Blanc com patrocínio da Fundação José Augusto, Governo do RN, Ministério do Turismo e Governo Federal.

LINK DE ACESSO GRATUITO AO LIVRO:

https://papocultura.com.br/wp-content/uploads/2021/08/QUERO-O-E-BOOK.pdf

Postado em 16 de agosto de 2021