Mossoró/RN, 16 de Outubro de 2021

Vacinação Covid-19: Rio Grande do Norte terá dois dias exclusivos para vacinação das pessoas com atraso na D2

Nos próximos dois sábados de agosto, dias 21 e 28, o Rio Grande do Norte fará uma grande mobilização de vacinação para as pessoas que estão com a segunda dose da vacina contra a Covid-19 em atraso. A estimativa atual é que 61.628 pessoas ainda precisam completar seu esquema vacinal.

Em nota técnica, emitida nesta quarta-feira (18), a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) detalhou o quantitativo de doses que será enviado para cada município, totalizando 155.775 doses exclusivas para D2. Seguindo o Plano Nacional de Imunização, as doses são destinadas aos: profissionais da Educação Infantil; trabalhadores portuários; profissionais da saúde; pessoas com comorbidades e pessoas portadoras de deficiência permanente; gestantes e população geral na faixa etária de 49 a 45 anos de todos os municípios do Rio Grande do Norte.

Os municípios com maior número de cidadãos com a segunda dose em atraso são: Natal (20.980), Mossoró (6.971), Parnamirim (3.476) e São Gonçalo do Amarante (2.618).

Através de discussão na Câmara Técnica da Vacina, a Sesap recomenda e solicita que todos os municípios do RN, através das Secretarias Municipais de Saúde, mobilizem suas equipes a fim de sensibilizar a população para tomar a segunda dose da vacina Covid-19, a fim de completar o esquema vacinal preconizado pelo Ministério da Saúde.

“A ideia é que os municípios lancem mão de estratégias, como a realização de busca ativa, procurando as pessoas em seus domicílios, ligando ou mandando mensagem, para que quem já está em tempo oportuno da aplicação da segunda dose possa ter a garantia da efetivação de sua imunização nos próximos dias. Queremos mobilizar o maior número de pessoas pra garantir o acesso a segunda dose e acreditamos também que ainda no mês de agosto conseguiremos vacinar toda a população adulta maior de 18 anos, com pelo menos a primeira dose da vacina”, disse a coordenadora de vigilância em saúde da Sesap, Kelly Lima.

Postado em 19 de agosto de 2021