Mossoró/RN, 23 de Outubro de 2021

Academia Mossoroense de Literatura de Cordel empossa dois novos acadêmicos nesta sexta-feira (15)

A poetisa e atriz Ana Carla Azevedo e o poeta Caio César Muniz serão elevados nesta sexta-feira (15) à condição de imortais da Academia Mossoroense de Literatura de Cordel (AMLC). O evento acontecerá às 17 na Estação das Artes Elizeu Ventania.

Ana Carla é formada em Letras Português pela UFRN; em Letras Espanhol pela UERN; graduanda em Psicologia pela Faculdade Católica do RN. Especialista em Leitura e Literatura pela Faculdade de Natal (FAL); Mestre em Letras pela UERN em 2015. Atriz com DRT/RN desde 2009. Participa de grandes espetáculos de Mossoró. Faz parte da Cia Bagana desde 2009. Professora de Língua Portuguesa na rede estadual de ensino. E autora do livro infantil “O alfabeto – a brincadeira das letrinhas” (2010) e dos cordéis “O dia que Lampião se encontrou com Bolsonaro”, (2018); “Paulo Freire: 40hs de esperança” (2020), “Começar de Novo” (2020), “Nísia de Florestas e Brasis” (2020), este contemplado no Prêmio Nísia Floresta 2020 e do cordel “Encontrei a luz do mundo”, um verso sertanejo, premiado no Festival Literário de Gostoso 2021 e dos poemas “Sacrossanto”, publicado no Edital Devires Poéticos (Itapipoca/CE) em fevereiro de 2021 e o poema “A travessa”, publicado na Revista Inversos (Feira de Santana/BA) através do 2º Concurso de Poesia Escritor Adauto Borges em Março de 2021 e ocupará a Cadeira nº 38 que tem como patronesse Maria José Mamede Galvão, poetisa, professora e irmã da escritora e também poetisa Zila Mamede.

Caio César Muniz é natural de Iracema/CE, escreve desde os 09 anos de idade e reside em Mossoró/RN desde 1992, onde ocupou a edição de cultura do jornal O Mossoroense e foi assistente e editor da Coleção Mossoroense.
É sócio-fundador e foi presidente por duas vezes da POEMA – Poetas e Prosadores de Mossoró e da Academia Iracemense de Letras e Artes (AILA), da qual é o atual presidente, é sócio-correspondente da Academia Apodiense de Letras.

É autor dos livros “E Na Solidão Escrevi” (poesia, 1996); “Notívago” (poesia, 1998); “Sobre o Tempo e as Coisas” (poesia, 2003); “Crônicas a Temporais” (crônicas, 2015); “Batendo à Porta do Céu – a Chegada de Belchior ao Paraíso” (poesia, 2019), dentre outros trabalhos em parceria com Vingt-un (Vantan) Rosado, de quem foi editor-assistente durante seis anos. É bacharel em Comunicação Social com habilitação em jornalismo pela Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN) atualmente é assessor de comunicação do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) e editor do portal online da Rádio Difusora de Mossoró. Caio ocupará a cadeira nº 39 que tem como patrono o poeta Antonio Nunes de França.

Postado em 13 de outubro de 2021