Mossoró/RN, 23 de Outubro de 2021

Afirmado como titular, meia do Caxias projeta jogo decisivo contra o ABC

POR JORNAL PIONEIRO – https://gauchazh.clicrbs.com.br/pioneiro/ultimas-noticias/

A figura clássica do camisa 10 está cada vez mais difícil de encontrar no futebol. No Caxias, desde o ano passado, os técnicos buscam alternativas para essa função. Diogo Oliveira tem a experiência e a qualidade técnica para ser o titular. No entanto, desde o Gauchão do ano passado, não conseguiu repetir as atuações. Com isso, abriu-se espaço para outros nomes. Porém, poucos apostariam que esse nome poderia ser Matheuzinho. 

O meia, de 23 anos, chegou ao clube no final do ano passado, ainda para a Série D. Foram 11 partidas e nunca se afirmou. No Gauchão deste ano, novas oportunidades. Foram seis jogos e novamente não chamou a atenção e muitos apostavam que ele não ficaria para o segundo semestre. Não só ficou, como assumiu a titularidade no meio-campo grená.

— Tive paciência, trabalhando no dia a dia e com a confiança do grupo também. Acho que a paciência e o trabalho foram importantes — comentou o meia grená.

Matheuzinho surgiu na base do Figueirense. Depois foi emprestado ao Hercílio Luz-SC, em 2018, e retornou ao clube de origem. Antes de receber oportunidades do técnico Hemerson Maria, na equipe principal do Figueira, esteve no time de aspirantes. No entanto, o meia foi submetido a uma cirurgia no ombro na metade de 2019 e a recuperação atrapalhou a sequência do atleta.  

Em um ano no Caxias, Matheuzinho pode contemplar essa virada de chave com uma acesso. Nesta Série D, foram oito jogos com a camisa grená. Nos últimos três, foi titular no meio-campo e se firmou no novo sistema encontrado pelo técnico Rafael Jaques a partir da reta final da primeira fase. 

— Acredito que seja meu melhor momento, porque estou podendo ajudar. Antes ficava fora, mas tentava ajudar incentivando — avaliou o camisa 10.

Matheuzinho deve continuar como titular para o jogo de volta. Ele assumiu a camisa 10, entre os atletas que começam, nas duas partidas contra o União Rondonópolis  e foram duas vitórias, além do 0 a 0 diante do ABC. Portanto, como titular, ele está invicto com o Caxias. Domingo, um empate leva para os pênaltis e quem vencer garante a vaga na Série C em 2022.

— Não tem vantagem. O fato é que eles vão jogar em casa com o apoio da torcida. Está 0 a 0 e o jogo está aberto. Domingo tem mais 90 minutos. Acredito que eles jogando em casa deverão ter uma postura diferente — finalizou. 

Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

Postado em 13 de outubro de 2021