Mossoró/RN, 21 de Janeiro de 2022

BLOG DO MAGNOS: A boçalidade e irresponsabilidade do Diretor Geral da Sama no caso da UTI Pediátrica

Além do desgaste desnecessário do prefeito Allyson Bezerra, o caso da renovação do contrato do atendimento da UTI Pediátrica revelou a figura boçal e irresponsável do Diretor Geral da Sama, o médico Diego Dantas.

Nesta segunda-feira (27), há poucas horas do fim do contrato da Neo Clínica e com a Sama sendo apontada como a futura prestadora do serviço pela Prefeitura de Mossoró, Diego Dantas, ao ser questionado pelo PORTAL DO OESTE, não confirmou ou negou se a sua empresa reunião condições de assumir a UTI Pediátrica, se limitou a exaltar os 1.400 médicos que, segundo ele, existem nos quadros da empresa, embora o site da própria Sama informe que há “apenas” 500 médicos cadastrados. Com 500 ou 1.400, a Sama não teve os profissionais necessários para assumir a UTI Pediátrica, deixando a gestão Allyson na mão.

Além de boçal, Diego Dantas também foi irresponsável, o que é grave, ao esticar a corda até depois do limite, deixando a Prefeitura de Mossoró sem tempo até para negociar a prorrogação do contrato com a Neo Clínica. Poderia ter informado antes a sua incapacidade. A renovação acabou ocorrendo, mas depois de horas de o contrato anterior ter sido encerrado. O serviço não foi interrompido por decisão da Neo Clínica.

O comportamento boçal e irresponsável de Diego Dantas colocou em risco a continuidade de um serviço fundamental. A Sama será punida pela Prefeitura de Mossoró por esse comportamento? Acredito que não.

Postado em 28 de dezembro de 2021