Mossoró/RN, 06 de Julho de 2022

Ministério Público investiga possíveis irregularidades em transferências de gestantes e recém-nascidos para a Apamim

O Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MPRN), através do Promotor de Justiça, Diogo Augusto Vidal Padre, instaurou procedimento administrativo para apurar possíveis irregularidades em transferências de gestantes e recém-nascidos dos Municípios que integram a Comarcar de Areia Branca para a Associação de Assistência e Proteção à Maternidade e à Infância de Mossoró (Apamim).

Após a Apamim prestar informações iniciais relacionando os pacientes atendidos que residem nos municípios de Areia Branca, Grossos e Tibau, o Promotor determinou a expedição de novo ofício à Unidade de Saúde requisitando que, no prazo de 10 dias úteis, complemente as informações prestadas no sentido de esclarecer se todos os pacientes atendidos listados foram transferidos irregularmente. Caso contrário, a Apamim deve apresentar quantitativo de transferências irregulares de gestantes e recém-nascidos oriundos de Areia Branca, Grossos e Tibau.

O PORTAL DO OESTE entrou em contato com a Interventora da Apamim, Larizza Queiroz, que informou que o pedido de informações do MPRN ainda não tinha chegado.

Postado em 22 de fevereiro de 2022