Mossoró/RN, 06 de Julho de 2022

Após dois anos de suspensão, aulas presenciais em Mossoró voltam com escolas em reforma, protesto e sem auxiliares de sala

Quase dois depois da suspensão, as aulas presenciais na Rede Pública Municipal de Educação de Mossoró voltaram nesta segunda-feira (07), mas com problemas.

Em algumas unidades escolares, o ano letivo de 2022 ainda começou de forma virtual. Foi o caso da Escola Municipal José Benjamim. “Algumas escolas e unidades de educação infantil retornaram no formato remoto em virtude de estarem passando por algum serviço de manutenção, reforma, adequação de sua estrutura física”, justificou a Prefeitura de Mossoró.

Um protesto contra as aulas remotas foi realizado por pais e alunos da Escola Municipal Maurício Fernandes da Silva. Neste caso, a Prefeitura de Mossoró justificou que a escola foi arrombada e teve o seu funcionamento comprometido.

Outro problema foi a falta de auxiliares de sala (estagiários). Essa ausência foi motivo de crítica da Associação de Pais e Amigos dos Autistas e TDAH de Mossoró e Região (Associação AMOR). “A Associação de Pais e Amigos dos Autistas e TDAH de Mossoró e Região – Associação AMOR, vem, pelo presente, externar publicamente a sua indignação por iniciar o ano letivo na rede municipal de ensino sem a prévia contratação dos estagiários (auxiliares de sala), afetando diretamente os alunos dentro do espectro autista e demais pessoas com deficiência que necessitam desses profissionais”, publicou a entidade nas redes sociais.

Somente na noite de hoje, a Prefeitura de Mossoró anunciou a abertura de seleção para contratação de 415 estagiários que irão atuar no suporte aos professores em turmas que possuam alunos com deficiência na Rede Pública Municipal de Ensino.

Postado em 7 de março de 2022