Mossoró/RN, 30 de Junho de 2022

Francisco Carlos defende readequação da APAMIM para um Hospital Municipal

O vereador professor Francisco Carlos, usou a tribuna da Câmara Municipal nesta quarta-feira,23, para fazer um alerta importante. Com o avanço das obras do Hospital Maria Correia, que pode ser inaugurado nos próximos anos, qual seria a finalidade do Complexo da APAMIM? Para o vereador, o destino mais adequado seria a readequação para um Hospital Municipal.

“O Hospital da Mulher Maria Correia, vai ser o maior complexo hospitalar do Rio Grande do Norte, e é uma proposta que já vem do programa “RN Sustentável”, ainda da gestão Rosalba Ciarlini”, lembrou.
Entende o vereador que essa nova unidade hospitalar vai transformar de forma significativa o atendimento em Mossoró e no Oeste do Rio Grande do Norte. Essa nova situação, avalia Francisco Carlos, vai impactar no atendimento da APAMIM que reúne três instituições. Os recursos públicos direcionados a APAMIM deverão ser canalizados para os Hospital da Mulher e isso, afirma o professor, vai obrigar o complexo da APAMIM a se refazer, já que boa parte dos recursos que bancam suas atividades são oriundos do serviço público.

Como o Hospital Parteira Maria Correia é público, este terá prioridade na hora do governo direcionar os recursos. “Eu questiono sobre o que será feito de toda essa estrutura existente há décadas”, indagou. O vereador continuou sua preocupação sobre o destino que será dado aos seus equipamentos, centros cirúrgicos, lavandaria e até funcionários. Diante desse quadro que se mostra irreversível, propõe o vereador, que o espaço seja transformado em um Hospital Municipal para a realização de cirurgias eletivas.

Dado a complexidade de sua proposta, o vereador Francisco Carlos entende que essa mudança não será construída apenas através de um discurso na tribuna da Câmara Municipal, por isso chama para uma discussão mais ampla, reunindo diferentes segmentos, o mais rápido possível. “Não podemos deixar essa conversa para depois de cortada a fita de inauguração do Hospital da Mulher, pois não se teria tempo para exigir da prefeitura recursos no sentido de bancar a nova estrutura”, sentenciou.

“Estou agendando uma conversa com o juiz responsável pela gestão da APAMIM, Conselho Municipal de Saúde e convido todos os vereadores para participar”, avisou Francisco Carlos, chamando também para o debate o Governo do Estado e a bancada federal.

Postado em 26 de março de 2022