Mossoró/RN, 18 de Agosto de 2022

53% das vítimas de tentativa de feminicídio e de feminicídio em Mossoró não trabalhavam e eram dependentes financeiramente dos agressores

Na Tribuna Popular de hoje, 05, a advogada Suziany Katherine Santos Araújo, membro da Comissão da Mulher Advogada da OAB Mossoró, apresentou uma pesquisa sobre as vítimas de tentativa de feminicídio e de feminicídio no município de Mossoró.

De acordo com a advogada, 53% das vítimas não trabalhavam e eram dependentes financeiramente dos agressores. “38% tinham de 20 à 30 anos e 40% tinham de 30 a 40 anos, idade em que já podem estar no mercado de trabalho”, afirmou.

Suziany afirma que a pesquisa apresentada mostra como a dependência financeira das vítimas as força a estar em relacionamentos abusivos que podem terminar em feminicídios. “Analisamos os processos em Mossoró e conseguimos conhecer um pouco sobre a situação dessas mulheres. A dependência econômica faz com que permaneçam ligadas aos agressores. É preciso dar autonomia financeira das mulheres de nossa cidade para romper com o ciclo de violência”, finalizou.

Postado em 5 de julho de 2022