Mossoró/RN, 18 de Agosto de 2022

Abertas as inscrições para programa gratuito de empreendedorismo para jovens

Já estão abertas as inscrições para o Negócio Cultural, um programa gratuito de empreendedorismo criado para ajudar microempreendedores, pequenos produtores e jovens a partir de 15 anos que queiram abrir um negócio. Patrocinada pela ENGIE Brasil Energia por meio da Lei de Incentivo à Cultura e realizado pela NTICS Projetos, o programa vai disponibilizar 6.000 vagas distribuídas entre as cidades de Assú, Pedro Avelino, Lajes e Mossoró.

O programa Negócio Cultural é uma iniciativa gratuita de apoio ao empreendedorismo local, a partir do dia 28 de julho, por meio de oficinas online e mentorias (gratuitas), o projeto irá capacitar microempreendedores, auxiliando o desenvolvimento de seus negócios ou incentivando a reinventarem sua forma de geração de renda.

“Nos inserimos na comunidade com o Projeto Mulheres do Nosso Bairro, apoiando cinco projetos de empreendedoras locais que já trouxeram ótimos resultados. Sabemos que apoiar o empreendedor pode reverberar em toda a cadeia do negócio de cada um, impactando positivamente a economia local, gerando renda e desenvolvimento, dois pilares importantes da atuação da ENGIE Brasil Energia nas comunidades onde está inserida”, comenta Luciana Nabarrete, Diretora Administrativa da ENGIE Brasil Energia.

Na primeira fase, os participantes passarão por sete oficinas que serão transmitidas em ambiente digital e darão uma visão completa sobre áreas primordiais de crescimento e aperfeiçoamento profissional. Os temas abordados nas oficinas serão, respectivamente, Empreendedorismo, Plano de Negócio, Vendas, Marketing, Gestão Financeira, Sustentabilidade e Recursos Humanos.

Após o término das oficinas, todos os participantes terão acesso a uma trilha de conhecimento, onde terão aprofundamento do conteúdo aprendido nas oficinas, de forma online e dinâmica, além de uma mentoria que vai auxiliar na aplicação de todo o conteúdo adquirido e de certificado de conclusão do curso de 40h. O diferencial é que os jovens empreendedores que possuem um negócio terão um módulo específico sobre Modelo de Negócio, enquanto aqueles que não possuem um negócio terão acesso ao módulo Plano de Negócio.

Para tornar o conhecimento ainda mais rico, um dos conteúdos oferecidos está totalmente voltado para a formação da cadeia produtiva em artes visuais, isso significa fomentar o desenvolvimento de profissionais para que estejam habilitados para atuar em artes visuais, desde a curadoria e seleção de obras, até a produção de eventos culturais, como instalações em galerias ou museus. “Há 20 anos temos trabalhado com foco no desenvolvimento sustentável com soluções inovadoras e esse projeto é um grande exemplo de como através do conhecimento é possível mudar a realidade local e gerar um crescimento em espiral que, aos poucos, vai transformando o país e o mundo”, diz Ana Carolina Xavier, Diretora de Inovação e ESG da NTICS Projetos.

O programa Negócio Cultural irá trabalhar quatro dos 17 ODS (Objetivo de Desenvolvimento Sustentável), que são: Trabalho decente e crescimento econômico (8), Indústria, inovação e infraestrutura (9), Redução das desigualdades (10) e Consumo e produção responsáveis (12).

As inscrições já estão abertas e devem ser feitas pelo site https://negociocultural.com.br/engie e podem participar microempreendedores locais, pequenos produtores e jovens a partir de 15 anos que queiram abrir um negócio para geração de renda ou otimizar um negócio já existente.

Postado em 23 de julho de 2022