Mossoró/RN, 05 de Outubro de 2022

Clorisa Linhares defende criação de Secretaria exclusiva para planejamento e área de livre comércio

Foto: Moraes Neto/FIERN

A candidata ao governo Clorisa Linhares (PMB) defendeu que a estrutura administrativa do Estado tenha uma Secretaria específica para Planejamento. Ela destacou também que, se for eleita, vai atuar para garantir uma área de livre comércio nas proximidades do Aeroporto Internacional Aluízio Alves, em São Gonçalo do Amarante.  

Clorisa Linhares apresentou as propostas durante o Fórum Caminhos do RN, nesta sexta-feira (26), na Casa da Indústria. O evento foi promovido pela FIERN, com a participação de candidatos ao governo estadual. Na ocasião, ela recebeu a Agenda Caminhos do RN, entregue pelo presidente da Federação das Indústrias, Amaro Sales. 

“Uma Área de Livre Comércio perto do aeroporto seria muito importante para que pudéssemos assegurar uma condição diferenciada tanto para entrada, quanto para saída de produtos, o que iria contribuir no nosso desenvolvimento”, argumentou a candidata.  

Ela explicou ainda que a região também poderia ser um espaço para atrair eventos e circulação de produtos de alta tecnologia, além de ser um local no qual haveria o interesse da realização de seminários, congressos e reuniões sobre temas econômicos. “É preciso pensar grande e podemos realizar algo nesse sentido de termos uma área com essa característica”, afirmou. 

Clorisa Linhares reconheceu as dificuldades para a execução da ideia, uma vez que dependeria da aprovação de leis estaduais e federais, para isenção fiscal e incentivos tributários na região que seria designada como de “livre comércio”. “Mas sou determinada e podemos conquistar”, disse.  

A candidata também fez enfatizou a confiança incentivo ao setor privado e no empreendedorismo como o melhor caminho para o desenvolvimento. “Confio nas empresas”, disse.  

Mas ela disse que é necessário superar alguns entraves, um dos quais, segundo Clorisa, a situação das rodovias estaduais. “A acessibilidade é fundamental”. “Um dos maiores problemas das regiões e nos municípios é o acesso — para chegar e escoar a produção”, apontou. 

“Faltam também incentivos fiscais e há o problema da segurança jurídica”, acrescentou, a candidata do PMB. Além disso, “empresas morreram pela demora do licenciamento”, criticou.  

Ela citou exemplos das implicações do que considera como obstáculos ao crescimento: a produção de frutas na região do Vale do Açu não tem uma indústria de beneficiamento por ausência de estímulo; e, no Polo Costa Branca, a barrilha extraída é exportada sem beneficiamento local.  

Ela destacou também que é preciso garantir infraestrutura ao turismo norte-rio-grandense. “Não entendo como o Rio Grande do Norte, com localização privilegiada, não tem um terminal de passageiros em pleno funcionamento. Para acessar um cruzeiro, é preciso ir a Salvador”, comentou.  

Clorisa Linhares citou também a experiência profissional como argumento e disse que a credencia para implementar as medidas que defende visando o desenvolvimento do Estado. 

Ao promover uma nova edição do “Fórum Caminhos do RN”, a FIERN mantém o compromisso de apresentar as propostas do setor industrial e abrir um espaço para que os candidatos detalhem seus planos e respondam sobre as principais questões levantadas pelos empresários. 

Postado em 27 de agosto de 2022