Mossoró/RN, 05 de Outubro de 2022

Hapvida adere ao Pacto Global da ONU

O Grupo Hapvida acaba de ingressar no Pacto Global da ONU no Brasil. Maior operadora de saúde do país, a companhia passa a reportar anualmente o seu progresso no cumprimento dos dez princípios universais do compromisso, que incluem promoção e proteção aos direitos humanos e trabalhistas, preservação do meio ambiente, ampliação de práticas de sustentabilidade e combate à corrupção.

“Assumimos a nossa responsabilidade, junto à sociedade brasileira, para promoção do bem-estar, que é a missão natural do Sistema Hapvida e NotreDame Intermédica. Os dez princípios norteiam o caminho que queremos para o Brasil e vamos nos empenhar junto aos nossos parceiros, incentivando-os a se juntarem à nós nessa jornada”, explica João Alceu, vice-presidente de ASG do Grupo Hapvida NotreDame Intermédica.

Lançado pela ONU em 2000, o Pacto Global reúne princípios das áreas de direitos humanos, trabalho, meio ambiente e contra a corrupção a partir de compromissos já previstos na Declaração Universal de Direitos Humanos, na Convenção das Nações Unidas Contra a Corrupção, na Declaração do Rio sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento e na Declaração da OIT sobre os Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho. Trata-se da maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do planeta, com mais de 16 mil participantes em 160 países, segundo as Nações Unidas.

Os integrantes do Pacto Global também assumem a responsabilidade de contribuir para o alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável até 2030. Entre eles, está o de garantir o acesso a saúde de qualidade, água potável e saneamento para todos, e promover o bem-estar na sociedade.

Pacto Global | Os dez princípios

1) As empresas devem apoiar e respeitar a proteção de direitos humanos reconhecidos internacionalmente.
2) Assegurar-se de sua não participação em violações destes direitos.
3) As empresas devem apoiar a liberdade de associação e o reconhecimento efetivo do direito à negociação coletiva.
4) A eliminação de todas as formas de trabalho forçado ou compulsório.
5) A abolição efetiva do trabalho infantil.
6) Eliminar a discriminação no emprego.
7) As empresas devem apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais.
8) Desenvolver iniciativas para promover maior responsabilidade ambiental.
9) Incentivar o desenvolvimento e difusão de tecnologias ambientalmente amigáveis.
10) As empresas devem combater a corrupção em todas as suas formas, inclusive extorsão e propina.

Postado em 6 de setembro de 2022