Mossoró/RN, 27 de Novembro de 2022

Com o Potiguar, Série D 2023 já tem 63 dos 64 times definidos

POR https://ge.globo.com/pe/futebol/noticia/2022/10/18/serie-d-2023-toma-forma-e-ja-tem-63-dos-64-clubes-definidos-veja-lista.ghtml

Com o encerramento da temporada se aproximando, a Série D de 2023 toma forma e já tem 63 dos 64 dos seus clubes participantes conhecidos. A última vaga que resta será ocupada após a disputa da Copa Maranhão, torneio iniciado no último domingo que dá chance ao campeão escolher se participa da Quarta Divisão ou da Copa do Brasil.

Em setembro, a CBF anunciou o calendário do futebol brasileiro para o ano que vem, com a 24 datas para a Série D. A competição tem início marcado para o dia 30 de abril e término previsto em 29 de outubro, já nas suas fases finais.

Além da questão do Maranhão, o estado do Mato Grosso também esperava definição de um dos seus representantes: o Nova Mutum. O clube venceu a Copa FMF e, se escolhesse uma vaga na Copa do Brasil, o rival Operário de Várzea Grande, vice-campeão do torneio estadual, entraria na Série D. Foi o que aconteceu.

Dentro dos blocos regionalizados – como assim deve permanecer o formato de disputa para 2023 -, serão formados oito grupos, cada um com oito times cada, definidos pela logística de deslocamento das equipes.

Na primeira fase, a tendência é a repetição dos jogos de ida e volta, totalizando 14 rodadas – com os quatro melhores colocados avançando para a segunda fase e, na sequência, encarando mais dois mata-matas (oitavas e quartas de final) para chegar ao acesso.

A região Nordeste, por exemplo, terá a maior quantidade de representantes, sendo 23 no total. Em Pernambuco, Santa Cruz, eliminado nas oitavas de final, e Retrô, na segunda fase, serão os participantes.

  • Acre: Humaitá e São Francisco
  • Amapá: Trem
  • Amazonas: Nacional e Princesa
  • Rondônia: Real Ariquemes
  • Roraima: São Raimundo
  • Pará: Águia e Tuna Luso
  • Tocantins: Interporto e Tocantinópolis
  • Maranhão: Cordino
  • Piauí: Parnahyba e Fluminense
  • Ceará: Pacajus, Iguatu, Caucaia, Ferroviário e Atlético
  • Paraíba: Nacional, Sousa e Campinense
  • Pernambuco: Retrô e Santa Cruz
  • Rio Grande do Norte: Potiguar e Globo
  • Alagoas: Cruzeiro e ASA
  • Sergipe: Sergipe e Falcon
  • Bahia: Atlético, Jacuipense e Bahia de Feira
  • Mato Grosso do Sul: Operário
  • Distrito Federal: Ceilândia e Brasiliense
  • Goiás: Crac, Anápolis e Iporá
  • Mato Grosso: União e Operário de Várzea Grande
  • Minas Gerais: Democrata GV, Athletic e Caldense
  • Espírito Santo: Vitória e Real Noroeste
  • Rio de Janeiro: Nova Iguaçu, Resende e Portuguesa
  • São Paulo: Inter de Limeira, Ferroviário, Santo André e XV de Piracicaba
  • Paraná: Cascavel, Maringá e São Joseense
  • Santa Catarina: Camboriú, Concórdia e Hercílio Luz
  • Rio Grande do Sul: Novo Hamburgo, Aimoré, Caxias e Brasil
Postado em 18 de outubro de 2022