Mossoró/RN, 30 de Novembro de 2022

Voltalia inaugura usinas Solar Serra do Mel 1&2

A Voltalia, empresa produtora de energia renovável e prestadora de serviços, inaugurou nesta quarta-feira (09/11) as usinas Solar Serra do Mel 1 (SSM 1) e Solar Serra do Mel 2 (SSM 2), no Cluster Serra Branca, localizado entre os municípios de Serra do Mel e Areia Branca, no Rio Grande do Norte. Participaram do evento autoridades municipais, estaduais, representantes da Voltalia, STOA e da comunidade.

As plantas solares somam 320 MW de capacidade instalada e fazem parte do maior cluster da companhia no mundo, que possui potencial de 2,4 GW e conta com diversas usinas em operação e centenas de megawatts de projetos em desenvolvimento. Em outubro, quando as usinas solares atingiram 100% de operação comercial, a Voltalia alcançou o marco de mais de 1 GW em operação no Rio Grande do Norte.

Mesmo sem poder comparecer ao evento, a governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, destacou o diálogo entre a empresa e o governo. “A inauguração de mais um grande empreendimento voltado à produção de energia renovável em nosso estado traduz o esforço da nossa gestão para dialogar e gerar condições competitivas, necessárias para atrair os investimentos. E esse investimento ocorre, por outro lado, porque o investidor enxerga esses potenciais e um ambiente propício. Assim têm sido as parcerias com a Voltalia, sempre norteadas pelo diálogo e que agora resulta, por exemplo, na inauguração das usinas Solar Serra do Mel 1&2. É dever do gestor público criar as condições, sempre de forma dialogada, transparente e responsável, capazes de promover desenvolvimento social e econômico, abrindo caminhos de oportunidades às pessoas. E devemos fazer do hoje um amanhã mais justo e com mais oportunidades a pessoas. E atrair um investimento como este é também olhar para o futuro”, afirmou.

O secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico do Estado do Rio Grande do Norte, Silvio Torquato, que representou a governadora, comemorou a inauguração de mais um empreendimento da Voltalia no estado. “Há alguns anos a empresa chegou desenvolvendo parques eólicos, depois inaugurou o Centro de Operações, que é referência mundial, e agora dá mais um passo importante, que é a inauguração da sua maior usina solar no mundo. É uma satisfação imensa estar celebrando mais essa etapa da empresa no nosso estado, disse.

Já a presidente da Potigás, Marina Melo, em nome da governadora, lembrou a importância da parceria entre o estado potiguar e o setor privado. “Esses projetos reforçam o pioneirismo do Rio Grande do Norte na transição energética. Atualmente, o estado tem se destacado nessa iniciativa, tanto que a governadora Fátima Bezerra vai à COP 27 para fazer contribuições sobre esse tema importante e atual que é a transição energética.”

O prefeito de Serra do Mel, Bibiano de Azevedo, ressaltou que o Cluster Serra Branca desempenha um papel fundamental na região: “Os empreendimentos da Voltalia contribuíram para o fortalecimento da economia e para o desenvolvimento local, com geração de empregos e apoio a projetos sociais”, completou.

O CEO da Voltalia no Brasil, Robert Klein, afirmou a importância do estado para a empresa. “É com muita honra que inauguramos aqui a nossa maior planta solar no mundo. Há anos investimos no Rio Grande do Norte, pois acreditamos no potencial e nas riquezas naturais do estado para a transição energética”, destacou o executivo.

As usinas solares SSM 1&2 possuem contratos privados de venda de energia de longo prazo firmados com várias empresas, incluindo clientes como Copel e Braskem. Em março, a Voltalia anunciou que a STOA, fundo de investimentos especializado em projetos de infraestrutura, adquiriu 33% dessas usinas, tornando-se acionista minoritário do empreendimento. “Esse investimento na usina Solar Serra do Mel junto com a nossa parceira Voltalia é o terceiro da STOA no Brasil, desde que começamos a operar no país no final de 2018, com foco na transição energética. O empreendimento confirma a atratividade da oferta da STOA para produtores de energia como a Voltalia, que buscam capital de longo prazo. Estamos felizes que a construção aconteceu conforme o cronograma inicial e que consegui participar hoje da inauguração oficial do parque”, disse Marie-Laure Mazaud, CEO da STOA

As plantas solares SSM 1&2 começaram a ser construídas no ano passado e geraram centenas de empregos diretos e indiretos.

“Com o início da operação das usinas solares, alcançamos mais de 1 GW de operação comercial no Rio Grande do Norte. Agora, seguimos na construção das usinas Solar Serra do Mel 3, 4, 5 & 6, que possuem capacidade instalada de 260 MW. A previsão é que elas entrem em operação no primeiro semestre de 2023, elevando em 80% a capacidade instalada do complexo híbrido”, afirmou Klein.  

Além dos empreendimentos, desde 2020, a Voltalia conta com o Centro de Operações, em Mossoró, de onde é possível operar remotamente e fazer análise de performance de todos os parques eólicos da companhia e de clientes localizados em qualquer parte do mundo.

O apoio a projetos sociais e ambientais também faz parte da história da Voltalia no Rio Grande do Norte. A empresa desenvolveu ações como Programa Lixo Zero, Música na Escola, Quintais Produtivos, além da criação da Casa Voltalia, espaço de convivência social e fundiária destinado aos moradores, associações, ONGs, instituições educacionais e demais públicos impactados pelos empreendimentos da empresa na região.

“Olhar para tudo que fizemos no Rio Grande do Norte nos enche de orgulho. Junto com o Cluster Serra Branca, muitos projetos sociais, ambientais e educacionais foram construídos, apoiados e desenvolvidos aqui, gerando oportunidades para o povo potiguar. Nós acreditamos verdadeiramente que para seguir na nossa missão de melhorar o ambiente global é preciso promover o desenvolvimento local. É por isso que as ações que realizamos junto às comunidades que cercam o empreendimento fazem parte do legado que pretendemos deixar no estado”, completou Robert.

Postado em 10 de novembro de 2022