Mossoró/RN, 29 de Maro de 2023

Mais de 8 milhões de brasileiros foram vítimas de golpes financeiros

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Por Lucas Pordeus Leon – Repórter da Rádio Nacional – Brasília

Mais de 8 milhões de brasileiros foram vítimas de golpes financeiros no intervalo de 12 meses. Essa é a estimativa da pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito, o SPC Brasil, que coletou dados de 800 pessoas em todo o país. A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Dos entrevistados, 22% informaram ter sido vítima de algum tipo de fraude, como transferência financeira para golpista que se passa por conhecido, cartão clonado ou empréstimo fraudulento.

A educadora física Graciara Barbosa, de 43 anos, fez um empréstimo consignado no banco. Em seguida, começou a receber ofertas para portabilidade do consignado para outra instituição com redução do valor e da quantidade de parcelas. Seduzida pelas condições oferecidas, Graciara aceitou a proposta. A educadora física teve que buscar um advogado para resolver o problema. Ela conseguiu cancelar o segundo empréstimo, o do golpe, e ainda aguarda o ressarcimento dos valores perdidos.

A pesquisa sobre golpes financeiros revelou que cerca de 4 de cada 10 pessoas lesadas entraram na Justiça para reaver as perdas. Sendo que um terço não conseguiu recuperar o dinheiro perdido.

Para o gerente-executivo da Confederação dos Dirigentes Lojistas, Daniel Sakamoto, as facilidades tecnológicas aumentam as possibilidades de golpes. 

Além de perder dinheiro, a vítima do golpe financeiro pode ter prejuízos mais duradouros. A pesquisa mostrou que um terço dos consumidores prejudicados ficaram com o nome sujo na praça por causa da fraude.

Postado em 27 de dezembro de 2022